Beijar o parceiro antes de ir trabalhar adiciona anos em expectativa de vida, diz estudo

Por Rodrigo Almeida

Um cientista alemão desenvolveu uma pesquisa na qual avaliava a expectativa de vida de homens que beijam as mulheres antes ir trabalhar em comparação com os que não o faziam.

Dr. Arthur Sazbo, professor de psicologia da Universidade de Kiel, na Alemanha, coletou dados de médicos, psicólogos e seguradoras alemãs por mais de dois anos para chegar à conclusão.

O estudo foi divulgado na revista Sellecta e apresentou que os maridos beijadores ganharam de 20 a 35% mais dinheiro e passaram menos dias doentes do que os não beijadores.

Além do dinheiro, eles vivem cinco anos a mais. A mesma pesquisa mostrou que não beijar a mulher aumenta as chances de sofrer acidentes de trânsito.

O segredo não está no beijo, e sim na atitude

De acordo com o sítio Psychology Today, os pesquisadores acreditam não apenas no poder do beijo mas também na atitude que este indivíduo leva consigo para o dia.

“Nossa pesquisa mostrou que o marido que sai de casa sem beijar a mulher faz isso porque teve um briga ou por ter se distanciado dela”, explica Dr. Sazbo. “Ele tende a ser ranzinza, desinteressado no trabalho e com o ambiente em que vive”.

O professor elucida que o “homem que se mostra indiferente para com a companheira, está também chantageando a si mesmo”. E o contrário foi observado nos beijadores.

“Já o outro grupo começa o dia com uma atitude positiva, ele se sente em harmonia e isso se reflete tanto no trabalho como psicologicamente”, comenta o pesquisador.

Essa declaração vai ao encontro da taxa de 87% de gerentes pesquisados que mantiveram o cargo e tiveram aumento salarial durante a pesquisa.

Conteúdo Patrocinado
Loading...
Revisa el siguiente artículo