Quais os riscos de dirigir com a reserva do combustível?

Por Mariana Valtierra - AutosRPM/Publimetro México

Dirigir com a gasolina na reserva pode trazer grandes consequências ao seu carro e ao seu bolso. Apesar disso, muitas pessoas seguem fazendo sem saber o que realmente pode acontecer e o que podem acabar enfrentando.

Alguns de nós, se não todos, já recebemos o conselho que por nenhum motivo devemos continuar nosso trajeto com o símbolo de combustível aceso. Porém, poucos sabem o porquê dessa "lei" que não deveria se quebrar.

O que acontece quando dirigimos com a gasolina na reserva

Claro que, se um carro está sem gasolina, ele deixará de funcionar e o piloto não chegará ao seu destino. Esse é o principal medo, mas dirigir com o combustível na reserva vai muito além do que só ficar com o tanque vazio.

É importante saber que quando um carro fica sem uma gota de gasolina, as bombas do motor começam a puxar ar. Isso provoca um desgaste considerável no seu funcionamento, além de um superaquecimento.

Os filtros do combustível também são afetados, podendo ficar obstruídos já que a bomba de gasolina está sugando tudo, menos gasolina. Isso faz com que algumas partículas se tornem sedimentos que impedem o funcionamento correto das peças.

Outros que são afetados são os injetores. Esses perdem durabilidade por uma falta de pressão e temperatura que é produzida por uma quantidade considerável de gasolina. A falta de combustível provoca a deficiência desses elementos e contribuem para o superaquecimento do carro.

Esses danos podem fazer com que seu carro deixe de funcionar – tendo ou não gasolina.

gasolina, posto de gasolina, combustível, posto de combustível Pixabay

Conteúdo Patrocinado
Loading...
Revisa el siguiente artículo