Suplemento composto de bactérias viscerais pode diminuir risco de doença cardíaca em metade da população mundial

Por Rodrigo Almeida

Um teste feito com um grupo de pessoas obesas que recebeu o suplemento mostrou melhoras significativas nos níveis de colesterol e perda de peso, dois fatores de risco para o surgimento de doenças cardíacas.

O que é mais louco é que o suplemento é feito de uma bactéria encontrada no estômago humano, e ela pode ser a chave para melhorar as chances de pessoas que vivem em países pocidentais e levam um tipo de alimentação com grande quantidade de alimentos processados, gorduras trans, sódio e açúcar.

Os pesquisadores indicam que o suplemento também ajudaria a cortar pela metade o risco de desenvolvimento de diabetes do tipo 2.

Metade do mundo pode ser salvo

Conduzido pela Universidade de Louvain, na Bélgica, o estudo administrou a um grupo de participantes a bactéria Akkermansia Muciniphila e a outro uma dosagem de placebo durante três meses.

Todos os participantes eram obesos ou demonstram sintomas de síndrome metabólica. Aqueles que receberam a bactéria apresentaram melhoras significativas dos fatores de risco ao final do experimento.

Comparados ao grupo que tomou placebo, foi observado diminuição dos níveis de colesterol, aumento da sensibilidade à insulina, perda de peso e diminuição da inflamação do fígado.

Apesar de contar com um amostra pequena, os achados são interessantes acreditam os especialistas. Em entrevista ao sítio estrangeiro Daily Mail, Simon Cork, pesquisador associado ao King’s College de Londres, afiram que “acredita-se que as bactérias viscerais podem desempenhar papeis chave em processos normais ou em doenças desde a obesidade até a depressão e o Parkinson”.


Conteúdo Patrocinado
Loading...
Revisa el siguiente artículo