Baratas estão se tornando praticamente invencíveis, diz estudo

Por Metro Jornal

Baratas são sinônimo de doenças e uma verdadeira ameaça à saúde da humanidade. Mesmo com todos os esforços para combatê-los, com inseticidas cada vez mais potentes, esses insetos estão se tornando praticamente invencíveis. É o que concluiu um estudo da Universidade de Purdue, em Indiana, nos Estados Unidos.

Segundo a pesquisa, as baratas alemãs (Blattella germanica L.) vêm desenvolvendo resistência aos melhores tipos de inseticidas e se tornando mais difíceis de eliminar.

Em entrevista ao portal da universidade, o pesquisador responsável pelo estudo, Michael Scharf, disse que o problema é especialmente grave em áreas urbanas e em moradias de baixa renda, onde os recursos para combater efetivamente as pragas não estão disponíveis.

Para ele, controlar essas pragas apenas com produtos químicos será "quase impossível" se as baratas desenvolverem resistência a múltiplas classes de inseticidas de uma só vez.

Leia também:
Câmera flagra momento em que criança cai em vão entre trem e plataforma
Ansel Elgort, Harry Styles e outros três jovens atores estão no páreo para viver Elvis Presley no cinema

Cada classe de inseticida funciona de maneira diferente. Exterminadores geralmente usam inseticidas que são uma mistura várias classes ou mudam de classes a cada tratamento. A ideia é que, mesmo que uma pequena porcentagem de baratas seja resistente a uma classe, as outras conseguirão eliminá-la.

Mas como combater esses insetos, afinal? A recomendação do pesquisador é combinar tratamentos químicos com armadilhas, políticas de saneamento e aspiradores que possam remover baratas. "Alguns desses métodos são mais caros do que usar apenas inseticidas, mas se esses produtos não vão controlar ou eliminar uma população, você está apenas jogando dinheiro fora", disse, ainda em entrevista ao portal.

 


Conteúdo Patrocinado
Loading...
Revisa el siguiente artículo