Vacina contra o HPV 'excede as expectativas' e poderia significar o fim do câncer cervical

Por Rodrigo Almeida

A vacina preventiva contra o Vírus do Papiloma Humano (HPV) já existe desde o ano 2006 e é a chave para evitar complicações de saúde posteriores, como o câncer uterino. De acordo com um estudo recente, os benefícios da vacina superam todos os prognósticos e podem proporcionar ainda mais proteção às mulheres.

Um novo estudo publicado na revista científica The Lancet sugere que quanto mais pessoas sejam vacinadas melhor. A vacina não somente reduz a taxas de infecção por HPV e a presença de células pré-cancerosas no colo uterino, como também reduz as taxas de doenças relacionadas ao HPV nas pessoas que não foram vacinadas, relata a NBC News.

O HPV é a principal causa de câncer cervical, podendo causar câncer de pênis, pescoço e cabeça assim como verrugas genitais.

“O impacto da vacina na realidade superou as expectativas”, disse Lauri Markowitz, diretora associada de ciência para o HPV no Centro de Controle e Prevenção de Doenças dos Estados Unidos. A autora principal do estudo, Melanie Drolet, epidemiologista da Universidade de Laval no Canadá, diz que “os resultados podem significar a eliminação do câncer cervical como um problema de saúde pública”.


Conteúdo Patrocinado
Loading...
Revisa el siguiente artículo