Lavar demais as mãos faz bem ou faz mal? Especialista responde e indica como deve ser feito

Por Rodrigo Almeida

Que fique claro: não estamos encorajando ninguém a parar de lavar as mãos. Isso porque as pessoas não precisam do nosso incentivo, segundo um estudo da Universidade de Michigan State.

Nele, foi possível comprovar que 95% dos adultos lavam as mãos menos que o adequado. No entanto, a pesquisa que mais chamou a atenção é aquela que fala da outra ponta do espectro: sobre as pessoas que as lavam demais.

Lave, mas não lave muito

De acordo com o médico Samer Blackmon, da Piedmont Healthcare, lavar-las demais e usar muitos produtos higienizantes pode ressacar a pele, causar rachadura e abrir caminho para a entrada de germes e bactérias.

“O sabonete em excesso livra as mãos de germes, porém isso é um problema para fortalecer o sistema imunológico, que é reforçado quando o organismo entra em contato com esses agentes”, explica o especialista.

Por que lavar nas horas importantes

Segundo Blackmon, crianças precisam ter contato com o mundo dos germes para poder desenvolver defesas imunes e ter um pet em casa é uma das coisas que a ciência já comprovou ser um fator positivo.

A hiperhigienização é um problema que pode aumentar a probabilidade de desenvolvimento de alergias, asma e problemas imunológicos na vida adulta.

Além de ter contatos com animais de estimação, crescer em fazendas, conviver com os irmãos mais velhos no primeiros anos podem ser determinantes para evitar o surgimentos dessas moléstias.

O que fazer?

O certo é lavar as mãos nas horas que germes perigosos podem infectar as criancas: sempre depois de usar o banheiro, antes das refeicoes e depois de brincar.


Conteúdo Patrocinado
Loading...
Revisa el siguiente artículo