Este hábito combinado com uma dieta rica em fast food pode causar danos irreversíveis ao cérebro

Por Rodrigo Almeida

Muitas pessoas não conseguem ficar longe das comidas rápidas. Os molhos, frituras e os diversos sabores que são uma bomba de prazer para o cérebro humano nos tentam a todo momento.
Apesar de extremamente prazerosa, o fast food pode causar demência irreversível, é o que diz uma nova pesquisa.

O estudo foi liderado pelo professor Nicholas Cherbuin da Universidade Nacional da Austrália. A equipe dele encontrou provas sólidas que relacionam este hábito alimentar pouco saudável e baixa frequência de atividade física com uma diminuição da função cerebral, como a contração da circunferência cerebral e até demência.

“As pessoas estao comendo o próprio cérebro com um dieta de fast food e pouco exercício”, alertou o professor ao periódico inglês Daily Mail.

fast food Reprodução/ Pixabay

Fast food e pouco movimento, os principais vilões

“Muitas pessoas desenvolveram demência e outros sinais de disfunção cognitiva aumentaram o risco ao longo da vida quando escolherem comer muita comida com pouco valor nutritivo e deixaram de fazer exercícios”, explica o Cherbuin.

O pesquisador indica que a melhor forma de prevenir problemas cerebrais no futuro é manter uma dieta saudável e praticar atividades físicas desde muito cedo.

“O dano causado é irreversível assim que a pessoa chega a uma idade mediana, por isso peço a todos que olhem com cuidado para a dieta e para o corpo, preferivelmente na infância, pois, certamente, fará a diferença”, suplica o cientista.


Conteúdo Patrocinado
Loading...
Revisa el siguiente artículo