Dia dos namorados: como curtir o jantar a dois sem fugir da dieta?

Por Metro Jornal

Um dos presentes mais clássicos no Dia dos Namorados é aquele jantarzinho romântico. Comida saborosa, uma bela decoração e, claro, o bom e velho vinho — tem como errar?

Mesmo se tratando de um momento especial, é importante pensar em como será essa refeição a dois. Você não quer se arrepender de não ter aproveitado umas as comidinhas, nem de ter burlado a dieta, certo? Não é errado caprichar nos pratos para ter um Dia dos Namorados inesquecível, mas é sempre bom ter responsabilidade com o que se come.

Uma pesquisa realizada pela Banca do Ramon mostrou que 74% entrevistados fizeram dieta no último ano com o objetivo de emagrecimento. O levantamento também concluiu que 82,3% prefere preparar um jantar mais elaborado em ocasiões especiais.

Então, que tal fazer um jantar romântico sem neuras, mas com muito sabor e equilíbrio para curtir este momento a dois? Confira as dicas de pratos principais da nutricionista consulora da Banca do Ramon, Nathália Gazarra.

Pratos saborosos e saudáveis

Salmão com castanhas

Sofisticado e saudável, é uma ótima pedida para quem quer impressionar.

O salmão é um dos peixes mais deliciosos, além de ser rico em ácidos graxos e vitamina D. Seu consumo ajuda a proteger a saúde do cérebro e a emagrecer ou controlar o peso. Não é toa que sempre está entre os alimentos mais nutritivos.

Já as castanhas fazem parte das oleaginosas e é altamente nutritiva. A castanha-do-pará, por exemplo, é rica em selênio e tem poder antioxidante, ajudando a prevenção contra envelhecimento e no combate de algumas doenças, como câncer. Já a castanha de caju é fonte de gorduras saudáveis e contém ferro, cálcio e zinco.

Lasanha de vegetais

Queridinho da galera, este prato é garantia de sucesso!

No entanto, é muito calórica, porém, para aliviar, ao invés de fazer uma cheia de massa, que tal incluir alguns vegetais? “É possível optar por alguns pratos que são mais tradicionais e fazer algumas adaptações para deixá-los menos calóricos, mas tão saborosos quanto. Pode inserir abobrinha, tomates, berinjelas, entre outros, são vegetais cheios de nutrientes. Mas podem incluir outros também, fica a critério de cada um”, diz a especialista.

Macarrão caprese integral

Busca leveza e sabores marcantes? Esta é a sua opção!

O macarrão também pode ser uma boa escolha, por ser prático e fácil de combinar com outros ingredientes, como tomate, manjericão e muçarela de búfala. Segundo a nutricionista, o macarrão integral possui propriedades nutricionais como fibras, minerais, vitaminas e ainda promove saciedade.

Apesar de ser carboidrato, consumir esporadicamente em quantidades adequadas, não tem problema algum. “Nosso organismo também precisa de carboidrato, por isso as dietas restritivas não são indicadas. A massa integral ajuda no bom funcionamento do intestino e contém vitaminas do complexo B, magnésio e ferro. Ou seja, é sempre bem-vindo ao cardápio, mas como sempre, com moderação.”

Vai um vinhozinho aí?

Vinhos Divulgação

O vinho não poderia ficar de fora de um jantar romântico, não é? A bebida é muito apreciada, e não é para menos, já que possui um sabor marcante e inconfundível. E para quem não perde oportunidade de degustar uma boa taça de vinho: boas notícias. Ele faz bem à saúde, especialmente, para o coração.

A nutricionista explica o consumo moderado da bebida oferece muitos benefícios. “O vinho faz bem para a saúde cardiovascular porque possui flavonoides, e essa substância protege as células contra o envelhecimento e ajuda a combater doenças cardiovasculares. No entanto, deve ser sempre consumido com cautela.”

Chocolate também cai bem!

chocolate Reprodução/ Pixabay

Esses podem ser consumidos na sobremesa ou até mesmo podem ser presente no Dia dos Namorados, mas vale o cuidado com a moderação.

Os chocolates do tipo 70% cacau oferecem mais benefícios à saúde. “Faz bem a pele, melhora a pressão arterial, promove sensação de bem-estar, reduz o colesterol ruim, entre outras vantagens. Já os chocolates que possuem menos cacau não tem esses mesmos benefícios. Alguns hábitos alimentares parecem ser difíceis, mas é uma questão de hábito, e isso pode s er adquirido aos poucos e orientado durante as consultas”, explica a nutricionista.


Conteúdo Patrocinado
Loading...
Revisa el siguiente artículo