'Tinder' para pessoas com deficiência já supera mil usuários

Por Ansa

Aplicativos como o Tinder fazem sucesso nos dias de hoje por facilitar relacionamentos e encontros românticos, mas não foram capazes de superar algumas barreiras, especialmente para pessoas com deficiência física.

Muitas vezes, ao descobrir que um possível parceiro ou parceira tem algum tipo de necessidade especial, o usuário acaba se afastando. Pensando nisso, Ricardo Alonso Jorge criou o app "Devotee", uma espécie de Tinder para pessoas com deficiência.

LEIA MAIS:
Filho de Isabeli Fontana adoece e modelo alerta: ‘Vamos tomar a vacina!’
Luan Santana diz que, na adolescência, rezava para casar com Sandy

"A ideia surgiu na minha separação, porque sou deficiente físico. Queria um aplicativo de relacionamento para deficientes físicos e não tinha, aí resolvi criar [o Devotee]", contou Jorge, em entrevista à ANSA.

O app também é dedicado aos chamado "devotees", palavra que designa pessoas que se sentem atraídas por indivíduos com deficiência física. O aplicativo, ainda incipiente, conta atualmente com 972 homens e 522 mulheres cadastrados. "Essas pessoas já deram 100.002 likes e 2.369 matches", disse o criador e CEO do Devotee, com dados de 6 de junho.

O projeto estava em fase de testes desde maio de 2018, mas ganhará uma versão 2.0 na semana que vem, com algumas modificações para facilitar a experiência do usuário. "O aplicativo está crescendo cada vez mais", garantiu seu criador.

Tecnologia

A atualização do Devotee acontecerá na mesma semana da Feira Internacional de Tecnologias em Reabilitação, Inclusão e Acessibilidade, a Reatech, que será realizada entre 13 e 16 de junho, no São Paulo Expo, zona sul da capital paulista.

O evento, organizado pela Cipa Fiera Milano, reunirá cerca de 300 expositores de diversos segmentos, de agências de emprego a empresas de veículos adaptados, para promover uma melhor e maior integração de pessoas com deficiência à sociedade.


Conteúdo Patrocinado
Loading...
Revisa el siguiente artículo