Pare! Esta são as 6 situações nas quais as muheres não deveriam fazer sexo

Por Rodrigo Almeida

Existem situações na vida de todo casal, quando a intimidade tem que ficar de lado por causa do bem-estar da parceira. As mulheres precisam ter atenção em alguns momentos e abdicar de relações sexuais por motivos de saúde.

A ginecologista Heather Rupe, em coluna no sítio estrangeiro Web MD, elenca seis ocasiões que a mulheres devem ligar o sinal vermelho e evitar fazer sexo. Ela explica que é muito comum as pacientes chegarem com dúvidas sobre quando pode ou não.

Antes de um exame de PapaNicolau

O sêmen pode tornar o exame menos eficiente. Heather conta que apesar dos avanços tecnológicos, o ginecologista precisa analisar as células em um microscópio, e por isso, o sexo deve ser evitado na noite anterior.

Sangramento ou dores vaginais

A doutora diz que é normal as mulheres sentirem algumas dores ou formigamentos durante a ovulação, mas caso as dores e o sangramento sejam persistentes, é aconselhável dar uma pausa no sexo até que o ginecologista seja consultado.

Complicações relacionadas com a gravidez

Que fique 100% claro: o sexo é completamente liberado durante a gravidez até que a bolsa rompa, diz a médica. Ela prossegue, “se você tem dores ou sangramentos inexplicáveis, o casal deve manter a atividade sexual em espera até a consulta médica”.

Pós-parto

De acordo com a Dra. Rupe, após o parto a mulher deve ficar por volta de seis semanas sem relações sexuais até que ela faça a primeira visita ao médico. Seja cesárea ou parto normal, o doutor precisa ter certeza de que a cicatrização ocorreu como esperado para poder liberar qualquer ação entre quatro paredes.

Pós-operatório

Parece óbvio, no entanto, a médica diz que já teve vários pacientes no consultório porque haviam feito tudo muito mais cedo que o normal. Ela conta que mesmo com grandes avanços na área cirúrgica a pessoa pode estar se sentido bem, mas o corpo ainda continua em processo de recuperação. A dica é conversar com o cirurgião sobre os prazos para voltar às atividades.

Quando há uma infecção

“Se você sente sintomas de infecção pélvica ou vaginal, como mau odor, coceira severa, queimação ou dor na região pélvica evite o sexo até consultar-se com um médico”. A doutora explica que além de dor, a mulher pode expor os demais órgãos à infecção e o próprio parceiro.


Conteúdo Patrocinado
Loading...
Revisa el siguiente artículo