Confira dicas para estudar para o Enem, seis meses antes da prova

Por Metro Jornal

Sem desespero: faltam seis meses para o Enem (Exame Nacional do Ensino Médio), mas ainda dá para chegar preparado para o maior vestibular do Brasil. As provas acontecem nos dias 3 e 10 de novembro, tempo o suficiente para relembrar os principais conteúdos que caem na prova.

Vale lembrar que a prova é dividida em duas etapas. No primeiro dia, os estudantes respondem 90 questões de Linguagens, Ciências Humanas e a redação. Já no segundo, são 90 questões de Matemática e Ciências da Natureza.

Leia mais:
Não toma café da manhã? Pular a refeição pode aumentar o risco de infarto
Cresce número de sistemas invadidos por hackers; Brasil é o terceiro em golpes no mundo

Para chegar afiado, o economista Paulo Henrique Menezes, da escola de apoio Meu Dever de Casa, elenca atualidades e planejamento de estudos como as principais dicas para quem está começando a se preparar agora.

Se atualize sobre as principais notícias

A redação cobra dos estudantes atualização em relação às notícias do Brasil e do mundo. Além disso, é preciso demonstrar, escrevendo, um ponto de vista próprio e coerente.

"A ideia é fazer com o que o vestibulando pense, reflita e proponha uma solução. E não basta apenas ler, é fundamental que o estudante comece a fazer, semanalmente, um pequeno resumo das principais matérias da semana de modo que a memória se consolide e vire conhecimento", explica Menezes.

Ou seja: prestar atenção no que os jornais estão noticiando é fundamental para o sucesso na prova. E é bom ter em mente também que até mesmo as questões das outras disciplinas também costumam estar relacionadas aos assuntos atuais.

jornal jornais Digital Buggu/Pexels

Monte um planejamento de estudos

Ter ideia do quanto estudar para cada matéria pode ser um grande diferencial no resultado final. "Uma opção é dividir as matérias por peso e por dia. Quantas matérias precisam ser estudadas? Quanto cada uma tem de conteúdo? Com isso montar um planejamento visando estudar tudo que é efetivamente necessário", diz o economista.

Uma dica é pesquisar o que costuma ser cobrado em cada área do conhecimento em sites especializados. "Lembrando que redação é fundamental para qualquer área", reforça Menezes.

Ambiente e foco

"Estudar em casa é muito complicado", aponta. E não dá para discordar: celular, computador, barulhos… São tantas distrações que, sem um ambiente mais apropriado, é preciso um esforço hercúleo para assimilar algo.

Na escola de Paulo Menezes, eles projetaram o ambiente para facilitar a vida de quem tem que estudar muita coisa em pouco tempo. "A proposta é oferecer um ambiente ideal para o estudo. Os detalhes influenciam no processo de otimização da aprendizagem do estudante", afirma.

Estude as provas anteriores

É a sua primeira vez no Enem? Ver as provas de edições anteriores pode ajudar, já que esse é um jeito de entender como o exame funciona. Além disso, é uma forma de ver, mais ou menos, quanto tempo você gastaria respondendo a prova. "A maioria das escolas já fazem simulados com esse objetivo, mas o estudante puder fazer em casa também, melhor", estimula.

Cuide da saúde

Já se alimentou hoje? Descansou bem? Ter momentos para si – inclusive tempo para descansar e relaxar – é fundamental. Sim, é isso mesmo: assistir àquela série que você tanto gosta, sair com os amigos e praticar atividades físicas também são boas formas de se preparar para o tão temido Enem.


Conteúdo Patrocinado
Loading...
Revisa el siguiente artículo