Registro do Telescópio Hubble da NASA revela fusão de duas galáxias espirais

Por Wellington Botelho

Um novo registro do Telescópio Hubble da Agência Espacial Americana (NASA) revela a fusão de duas galáxias espirais.

De acordo com a instituição, a galáxia maior e mais maciça à esquerda é catalogada como NGC 2207. Já a menor à direita é chamada de ‘IC 2163’.

A imagem do Telescópio Hubble mostra que forças da NGC distorceram a forma da menor, arremessando estrelas e gás em longas flâmulas.

Telescópio Hubble NASA

No entanto, 2163 não tem energia suficiente para escapar da atração gravitacional e está destinada a ser puxada para trás e passar pela galáxia maior novamente no futuro.

LEIA MAIS:
Estranho asteroide que tem lua própria passará próximo à Terra neste fim de semana

Essas duas galáxias continuarão a distorcer-se e a romper-se mutuamente, revelou a agência espacial. Confira a iamgem:

Elas se fundirão em uma única galáxia mais massiva. Acredita-se que muitas galáxias atuais, incluindo a Via Láctea, foram montadas a partir de um processo similar.

LEIA TAMBÉM:


Conteúdo Patrocinado
Loading...
Revisa el siguiente artículo