Síndrome de burnout: OMS reconhece estresse crônico no trabalho como doença

Por Metro Jornal

Já se sentiu completamente esgotado e sem qualquer interesse em trabalhar? Esses sintomas, de maneira prolongada e intensa, são as principais caracterírsticas da síndrome de burnout.

A OMS (Organização Mundial da Saúde) incluiu a doença na CID (Classificação Internacional de Doenças), que está em sua 11ª revisão, no capítulo dos problemas associados ao emprego ou desemprego.

Todos os Estados Membros da organização, incluindo o Brasil, aprovaram a CDI-11. O documento entra em vigor em de janeiro de 2022.

Entenda o que é o Burnout

Para a CID-11, esta síndrome é resultado do estresse crônico no local de trabalho que não foi administrado com sucesso.  São três as principais características da doença:

1) sentimentos de exaustão ou esgotamento;

2) aumento da distância mental do emprego, ou sentimentos de negativismo ou cinismo relacionados ao trabalho de alguém

3) redução da eficácia profissional

É importante ressaltar que o burnout se refere especificamente a fenômenos no contexto ocupacional e não deve ser aplicado para descrever experiências em outras áreas da vida.


Conteúdo Patrocinado
Loading...
Revisa el siguiente artículo