Dieta e câncer: pesquisa científica revela o tipo de alimentação que apresenta mais risco

Por Rodrigo Almeida

Uma nova pesquisa sobre dieta e câncer ligou o alerta sobre as dietas low-carb. Populares na última década, pesquisadores da Universidade de Tufts, em Boston, investigaram os 80 mil novos caso de câncer em 2015, nos Estados Unidos.

E a conclusão que eles chegaram é de que 5,4% dos novos casos foram devido a dietas ricas em carnes e alimentos processado e bebidas açucaradas e pobres em consumo de grãos integrais, furtas e vegetais.

Para se ter uma ideia, essa é a mesma quantidade de novos casos relacionado ao consumo de álcool. Segundo os pesquisadores, essa subclasse é responsável entre 4% e 6% dos casos.

refrigerantes Reprodução/ Pixabay

De acordo com a correspondente médica do canal ABC, “não é sobre o que as pessoas comem em detrimento de outros alimentos, e sim o grupo que elas deixam de consumir”.

O pesquidador-chefe, Dr. Fang Fang Zhang, disse em uma declaração que “devemos aumentar a ingestão de alguns alimentos se quisermos diminuir a incidência de câncer em populações ao redor do mundo”.

A pesquisa ainda encontrou que o baixo consumo de grãos integrais está ligado diretamente a um aumento nos casos de câncer colorretal, de boca e esôfago.


Conteúdo Patrocinado
Loading...
Revisa el siguiente artículo