NASA revela impacto causado por espaçonave israelense na superfície Lunar

Por Wellington Botelho

A Agência Espacial Americana (NASA) divulgou uma imagem que mostra o local de pouso da espaçonave israelense Beresheet em uma região da Lua.

A SpaceIL , uma organização sem fins lucrativos, tentou o pouso do equipamento no mês de abril deste ano. Após uma suave descida inicial, Beresheet fez um pouso forçado na superfície.

A Lunar Reconnaissance Orbiter (LROC) tirou essa imagem a 90 quilômetros acima da superfície. As câmeras captaram uma mancha escura, com cerca de 10 metros de largura, que indica o ponto de impacto.

De acordo com a NASA, o tom escuro sugere uma superfície áspera pelo pouso forçado, que é menos reflexivo do que uma superfície limpa e lisa.

De tão longe, a LROC não conseguiu detectar se Beresheet formava uma cratera de superfície após o impacto. É possível que a cratera seja pequena demais para aparecer nas fotos.

NASA NASA

Outra possibilidade é que a espaçonave formou um pequeno recuo em vez de uma cratera, dado seu baixo ângulo de aproximação, massa leve (comparado a um meteoroide denso do mesmo tamanho) e baixa velocidade.

“Há muitas pistas de que estamos realmente olhando para uma cratera feita pelo homem em vez de uma causada por um meteorito. Essa é uma consideração importante, já que a Lua, sem atmosfera, é constantemente bombardeada por rochas espaciais que deixam crateras”, explicou.

“Modelos matemáticos existentes nos ajudaram a estimar o tamanho e a forma da cratera que teria se formado se um objeto da massa e velocidade de Beresheet atingisse a superfície”.

Como a LRO estava além do horizonte durante a descida e aterrissagem de Beresheet, o equipamento não conseguiu capturar uma foto no momento.

“A LROC pode tirar mais fotos do local de pouso quando passar pela mesma área novamente em 19 de maio”,  informou a agência. Confira:

LEIA TAMBÉM:


Conteúdo Patrocinado
Loading...
Revisa el siguiente artículo