Facebook bane perfis de radialistas e ativistas considerados 'extremistas'

Por Ansa

Em uma tentativa de reduzir conteúdos extremistas, o Facebook anunciou que banirá o perfil de personalidades que promovem discursos de ódio. A gigante de tecnologia classificou esses usuários de "indivíduos perigosos".

Entre os banidos estão Alex Jones, radialista americano de extrema-direita, Louis Farrakhan, líder do grupo "Nação do Islã", que é acusado de antissemitismo, e Milo Yiannopoulos, comentarista político britânico e ex-editor do site de extrema-direita americano Breitbart News.

Também foram punidos Paul Nehlen, que concorreu como "candidato cristão branco" na eleição de 2018 para o Congresso dos Estados Unidos, Paul Joseph Watson, radialista britânico e teórico da conspiração, e Laura Loomer, ativista política que trabalhou como repórter da página canadense de extrema-direita "Rebel Media".

O banimento será aplicado tanto para o perfil no Facebook quanto para as fanpages e contas no Instagram.

De acordo com a empresa de Mark Zuckerberg, a medida faz parte de um esforço para remover indivíduos, grupos e conteúdos extremistas de sua plataforma. No mês passado, o Facebook baniu grupos britânicos de extrema-direita – incluindo a Liga de Defesa Inglesa e o Partido Nacional Britânico – e anunciou proibições a conteúdos nacionalistas brancos.


Conteúdo Patrocinado
Loading...
Revisa el siguiente artículo