'Guru da comida': Michael Pollan explica por que somos incapazes de comer bem em um mundo cheio de opções

Por Metro Internacional

Michael Pollan é um jornalista, ensaísta e ativista que acabou se tornando um influenciador do mundo gastronômico. Pollan questiona a atual dieta ocidental e os interesses das empresas que querem se certificar que as pessoas não comam melhor.

Por que nós ainda não conseguimos ter uma dieta balanceada?

Existem algumas razões. A primeira é que a maior parte das dietas não funciona. Existem vários estudos que mostram que fazer uma dieta não é uma forma eficaz de mudar a forma de comer. É muito difícil, por exemplo, conseguir seguir à risca uma dieta com baixo teor de carboidratos. As pessoas desistem ou tentam outras coisas sem nada mudar de verdade.

Acredito que a chave para mudar a forma de comer é com mudanças que gostaríamos de manter por alguns anos. Pequenas coisas, como: consumir menos açúcar, ser vegetariano etc.

Durante a febre dos alimentos dietéticos, nos anos 1980, as pessoas deveriam evitar comidas pouco saudáveis. O que nós vimos foi que elas começaram a consumir refrigerantes e biscoitos dietéticos e quem tinha problemas com o peso embarcou nessa onda.

Eu acredito que nós nos enganamos durante muito tempo e precisamos ter uma conversa sobre quanto estamos comendo. Da mesma forma, há muita comida processada nas dietas.

O que você pensa das novas tendências culinárias?

Os jovens são os que mais recebem informação sobre comida. O glúten é um exemplo clássico. Milhões de pessoas estão em uma dieta sem glúten, mas será que elas realmente são alérgicas? Muitas não são e fazem isso porque estão seguindo a tendência, mas durante bastante tempo, principalmente na Europa, o glúten fez parte da dieta das pessoas que viviam à base do pão.

Por isso, as minhas regras no que dizem respeito à dieta são simples: “Coma comida de verdade, não muito e coma mais plantas.” E se você se ater a isso, pode ser que funcione. Bolachas e guloseimas não fizeram parte da dieta humana por muito tempo.

Eu gosto de apelar para o senso comum, apesar de acreditar que temos um desejo de complicar as coisas. A tradição costuma trazer mais sabedoria que a ciência. Ao redor do mundo, as pessoas mantiveram as suas comunidades vivas e prósperas por bastante tempo dessa forma. E, de repente, nós introduzimos essa dieta ocidental e moderna que deixa as pessoas doentes constantemente, levando ao diabetes e à obesidade, por exemplo.

O problema é com essa dieta – rica em carne, açúcares – que muitas pessoas seguem. Se as pessoas deixarem isso de lado e começarem uma dieta tradicional é fácil perceber a diferença.

Existem diversas tendências gastronômicas que estão ficando populares, mas ainda assim nós nos recusamos a cozinhar. Por quê?

Você tem razão. A expansão da dieta ocidental e do fast food ajudou a acabar com atividades diárias na cozinha para muitas pessoas.

Quando você para de cozinhar, você está convidando as corporações a fazerem isso para você. E como elas cozinham? Escolhendo os ingredientes mais baratos da pior qualidade e misturam isso com toneladas de açúcar e sal e um bocado de agentes químicos para deixar a comida mais atraente e duradoura.

Assim que paramos de cozinhar, ficamos à mercê de comidas processadas feitas pelas grandes empresas. Cozinhar está sob ataque: a indústria de alimentos não quer que você se preocupe com isso, ela quer que você pense que cozinhar é difícil, como quando a gente vê na tevê com os chefs de cozinha celebridades.

Se você quiser fazer mudanças na sua dieta, comece a cozinhar. É a única forma de retomar o controle.

Existe bastante informação disponível sobre comida, como blogs, páginas de receitas, redes sociais como o Pinterest… Qual a melhor forma para não se perder no meio disso tudo?

Muitas pessoas não aprenderam a cozinhar. E a linha de transmissão desse tipo de aprendizado entre as gerações se perdeu. Eu sugiro procurar um professor. Pode ser um amigo ou alguém que cozinhe bem. Muitas pessoas me procuram quando querem aprender a assar algo. Ajuda também aprender habilidades básicas e é possível encontrar diversos vídeos na internet sobre o assunto. Ainda existem livros muito bons. Se você souber usar bem o sal, açúcar e a temperatura, você pode cozinhar o que quiser.

Dicas

Cozinhar nem sempre é fácil, por isso Michael Pollan dá algumas sugestões para retomar o hábito em casa

  • Cozinhar para guardar
    “Eu entendo que as pessoas às vezes são ocupadas, mas uma forma de solucionar esse problema é preparar bastante comida quando for possível.”
  • A saída é planejar
    “A comida que preparamos pode se tornar a base para outros pratos. Frango frito em um dia, pode virar tacos com galinha no próximo e sopa com os ossos no seguinte.”
  • Vale a pena?
    “Fast food é mais barata, mas é importante lembrar que ela cobra o seu preço no longo prazo, seja pelo dano à saúde, seja pelo dano ao meio ambiente.”

Conteúdo Patrocinado
Loading...
Revisa el siguiente artículo