Adolescentes são mais propensos a fazer escolhas saudáveis se acreditarem ser rebeldes, diz estudo

Por Rodrigo Almeida

No filme ‘Escola de Rock’, um artista falido se faz passar por professor e ensina um grupo de crianças a se rebelarem contra a direção da escola onde estudavam para poder formar uma banda.

Uma das frases mais icônicas do longa é quando o personagem de Jack Black diz às crianças que elas devem “enfrentar o homem mau”, no caso, a autoridade.

Mal sabiam os roteiristas que essa tática pode ser usada para manter as crianças na linha. Um estudo da Universidade Booth em Chicago diz que adolescentes compram comidas mais saudáveis se tiverem a ideia de que estão fazendo algo rebelde.

A pesquisa analisou o comportamento de meninos do 8º ano de uma escola quando expostos a campanhas que promovem um estilo de vida saudável.

Os garotos foram divididos em dois grupos:

  1. O primeiro foi exposto a uma peça publicitária tradicional, daquelas que elencam todos os contras de comer comida rápida, por exemplo;
  2. O segundo foi exposto a uma propaganda anticorporativa, que ressaltava a política ‘suja’ empregada pelas corporações alimentícias.

De acordo com o comunicado à imprensa da Universidade, “o artigo acusava as corporações de serem manipuladoras e desenvolver campanhas visadas no lucro”.

Os resultados mostraram que os alunos expostos à segunda estratégia tinham 31% mais chance de fazer escolhas saudáveis do que os alunos do primeiro grupo.

E o melhor, as escolhas perduraram por até três meses depois do estudo. Quem diria? O que a escola de Rock ensinava, na verdade, era como colocar os adolescentes na linha.


Conteúdo Patrocinado
Loading...
Revisa el siguiente artículo