Um em cada 10 homens japoneses acima de 40 anos são virgens, aponta estudo científico

Por Rodrigo Almeida

Segundo a pesquisa  o índice de virgindade duplicou desde 1992, e isso pode ser um problema para o Japão, que está se tornando um dos países mais velhos do mundo, com idade média de 46,35 anos de idade. De acordo com uma pesquisa de 2017, foi registrado apenas 1,44 nascimento por mulher, o menor número desde 1899.

Os cientistas usaram estatísticas de 11 estudos diferentes para chegar à conclusão. Os números foram fornecidos pelo Serviço de seguridade social do Japão e correspondem ao período que corresponde aos anos de 1992 até 2015.

Em 2015, 8,9% das mulheres e 9,5% dos homens entre as idades de 35 e 39 anos, ambos grupos heterossexuais,  reportaram não ter nenhum tipo de experiência sexual. Segundo os pesquisadores o problema é, em sua maior parte, socioeconômico.

De acordo com o pesquisador-chefe, Cyrus Zhagnavi, em entrevista para o jornal britânico Independent,  homens com emprego em tempo integral e estável, vivendo em uma cidade com mais de um milhão de habitantes tinham mais probabilidades de ter relações sexuais do que mulheres.

Em contraste, as mulheres de baixa renda tiveram mais possibilidades de ter experiências sexuais que os homens do mesmo patamar socioeconômico. Isto é por causa da cultura japonesa, na qual as mulheres casadas são donas de casa em tempo integral, e os homens trabalham fora.

Conteúdo Patrocinado
Loading...
Revisa el siguiente artículo