Esnobes! Estudo mostra que gatos sabem seus nomes e podem ignorar chamados dos donos

Por Metro Jornal

Um estudo conduzido no Japão mostrou o que não deve ser surpresa para nenhum 'gateiro': os gatos domésticos conseguem distinguir seus nomes de outras palavras do vocabulário humano. Publicado na revista Nature no último dia 4 de abril, o artigo que expõe os experimentos mostrou que esses felinos podem relacionar seus nomes a premiações ou punições.

via GIPHY

A pesquisa, feita por Atsuko Saito, do Departamento de Ciência Cognitiva e Compartamental da Universidade de Tóquio, e Kazutaka Shinozuka, do Riken Center for Brain Science, da cidade de Saitama, fez quatro experimentos, com 16 a 34 gatos por vez. Os bichanos ouviram gravações que recitavam pronomes que tinham o mesmo tamanho e entonação de seus próprios nomes. As gravações continham as vozes de seus próprios donos e de estranhos. Além de gatos domésticos, participaram também bichos que ficam nos famosos cat cafés, em que as pessoas frequentam para fazer carinho neles.

À medida que a lista de pronomes ia se alongando, os bichos perdiam interesse. Mas, assim que o nome deles aparecia, ficavam alertas, independentemente de a voz que os chamavam pertencer a um estranho.

Atrelado aos nomes, podem estar recompensas como carinho, comida e brincadeiras, mas, também, a banhos e visitas ao veterinário, que os felinos consideram punição. Em casas com mais de um gato, cada um deles pode identificar o nome do 'irmão' com esses mesmos significados. O aprendizado se dá pela repetição.

Outro resultado que pode não ter espantando ninguém é que grande parte dos gatos responderam aos estímulo movendo suas orelhas e cabeças, mas menos de 10% deles miou, moveu o rabo ou se deslocou até onde estavam sendo chamados! Eles só fazem o que querem!

Conteúdo Patrocinado
Loading...
Revisa el siguiente artículo