Conheça os benefícios do sal do Himalaia: Confira as principais propriedades que fazem o sal rosa cada vez mais procurado pelos consumidores

Por Rodrigo Almeida

O consumo excessivo de sal está relacionado a diversas doenças, entre elas a hipertensão. No entanto, apesar de não haver pesquisas científicas fortes que embasem a qualidade do sal do Himalaia, usuários e entusiastas relatam alguns benefícios ao inserir o tempero na dieta.

De acordo com estudos sobre a composição do sal do Himalaia cada grama dele contém 240 mg de sódio contra 440 do sal refinado. Por isso, ele pode ser uma melhor escolha para os hipertensos.

Além disso, o sal rosa contém cerca de 90 minerais diferentes entre eles magnésio, manganês e cálcio. O fato de passar por poucos processos até chegar à mesa já dá vantagem ao sal do Himalaia sobre o sal refinado, que necessita de alguns produtos químicos para ser purificado.

Este tipo de sal tem mais de 250 milhões de anos. Só é necessário retira-lo do solo, lava-lo e já está pronto para consumo. A principal fonte está no Paquistão, um dos cinco países cortados pelas cordilheiras do Himalaia.

Confira alguns dos benefícios do Sal do Himalaia, segundo usuários

  • Previne câimbras musculares
  • Regenera células do cérebro e melhora a concentração e o sono
  • Fortalece os ossos, especialmente das crianças.
  • Equilibras o PH das células
  • Previne a deshidratacao
  • Previne o envelhecimento
  • Não causa efeitos negativos nos órgãos do corpo como nos rins e estômago
  • Melhora o processo digestivo e o metabolismo
  • Melhora a circulação e promove a saúde do coração
  • Purifica o sangue
  • Regula o nível de açúcar no sangue, ajudando a prevenir o diabetes
  • Regula o nível de eletrólitos e água no corpo
  • Pode ser utilizado para inalação nos tratamentos de asma, dor de garganta, sinusite e bronquite

Conteúdo Patrocinado
Loading...
Revisa el siguiente artículo