Estas são as 4 principais diferenças entre a dieta vegetariana e vegana

Por Rodrigo Almeida

Ainda é muito comum no Brasil preconceitos com pessoas que levam o estilo de vida vegana. Apelidos jocosos ou simplesmente a falta de compreensão sobre a diferença entre os irmãos vegetarianos, são obstáculos comuns no dia a dia.

Atualmente mais e mais pessoas mudam os hábitos alimentares porque estão preocupadas com a qualidade de vida que levam. O incômodo sobre o que poderia melhorar caso elas restrinjam algum tipo de alimento e também com a saúde do planeta.

Nos últimos dez anos houve um aumento de 100% na parcela da população que se considera vegetariana. Uma pesquisa de 2018 do Ibope Inteligênciavindica que 14% dos brasileiros aderiram a uma dieta vegetariana e, em regiões metropolitanas, isso chegaria a 16%.

O veganismo é um estilo de vida que não só diz respeito à dieta, mas também como cada um interage com o planeta terra. O estilo de vida que ele prega é de total compaixão para com os animais e os padrões de consumo.

Estes são as diferenças principais entre vegetarianos e vaganos

  1. Os ovolactovegetarianos consumem produtos de origem animal

Essa é a principal e, talvez, a mais comum característica que diferencia os dois. O ovolactovegetariano se desprende da carne animal, mas continua a consumir ovos, leite e derivados. A diferença principal do ovolactovegetariano para uma pessoa que leva uma dieta abrangente está nos produtos que cada um ingere, à parte da carne que é vetada.

legumes Reprodução/ Pixabay
  1. O veganismo é um estilo de vida

Já os veganos não consomem nada que possa causar sofrimento aos animais. Contudo, o vegano estende essa filosofia até para produtos que não sejam alimentícios. Peças de roupas, móveis a base de couro animal, qualquer produto que tenha como matéria prima uma parte de animal e testados em animais são evitados.

  1. O veganismo acompanha o desenvolvimento tecnológico

Como o vegano tem como principal filosofia não causar dor aos animais, é possível que eles consumam leite, ovos, até carne caso os produtos tenham origem não animal. Por meio da engenharia de alimentos, será possível desenvolver comidas tão nutritivas sem maltratar os bichinhos.

vegan Reprodução/ Pixabay
  1. O vegetarianismo pode estar inserindo no veganismo

Alguns podem considerar o veganismo uma faceta mais estrita da dieta vegetariana. No entanto, o especialista em nutrição Arturo Torres do sítio estrangeiro Psicologiaymente, considera esse debate nominalista. Segundo ele, não há um consenso se há diferença entre eles é qualitativa ou quantitativa.

Conteúdo Patrocinado
Loading...
Revisa el siguiente artículo