Para concorrer com a NASA, agência espacial chinesa pretende construir usina energética no espaço

Por Wellington Botelho

A China se prepara para construir uma estação de energia solar no espaço, um avanço no programa espacial, de acordo com informações da Bloomberg.

Com um orçamento anual de 8 bilhões de dólares, perdendo apenas para os EUA, a China busca competir com seu rival pelo domínio econômico, militar e tecnológico.

Inicialmente, eles planejam desenvolver uma estação de energia menor na estratosfera entre 2021 e 2025. E uma instalação solar de 1 megawatt no espaço até 2030.

Veja o que a China vem fazendo no espaço:

Os cientistas espaciais do país aterrissaram com sucesso uma sonda lunar no outro extremo da Lua em 3 de janeiro, encerrando uma série de missões e dando um impulso às ambições da China. A missão lunar também quer saber se a lua pode suportar a vida.

O país asiático pretende construir sua própria estação espacial por volta de 2022 e também ter foguetes privados.

Por último, quer construir um sistema de navegação e reduzir sua dependência do GPS de propriedade norte-americana – cujos satélites transmitem dados de localização usados por smartphones, sistemas de navegação para carros e microchip.

LEIA TAMBÉM:

Conteúdo Patrocinado
Loading...
Revisa el siguiente artículo