Estamos sozinhos no universo? NASA pode dar a resposta em breve

Por Wellington Botelho

A pergunta: "Estamos sozinhos?" tem sido objeto de especulação há séculos. A resposta pode em breve estar ao alcance da ciência. Para apoiar a crescente ênfase da NASA na detecção da vida além da Terra, a instituição americana criou um Center for Life Detection Science.

O CLDS reúne um grupo diversificado de pesquisadores para enfrentar o próximo conjunto de desafios que a ciência deve superar para poder um dia detectar a vida além da Terra.

LEIA TAMBÉM: Maior superlua de 2019 iluminará o céu amanhã!

A formação do centro vem em um momento crítico no campo da astrobiologia, o estudo da origem da vida e seu potencial no universo. Um relatório recente orientou que a NASA deveria intensificar esforços para desenvolver tecnologias capazes de detectar a vida além da Terra para uso em futuras missões.

Liderada pela investigadora principal Sarah Stewart Johnson, da Universidade de Georgetown, essa equipe de pesquisadores internacionais lançará as bases para a detecção de bioassinaturas de formas de vida que poderiam ser muito diferentes daquelas encontradas na Terra.

A equipe Oceans Across Space and Time investigará as possibilidades da vida passada ou presente nos oceanos das luas geladas e externas do nosso sistema solar ou na antiga Marte.

Enquanto isso, o centro está conectando esta nova comunidade de pesquisadores, construindo um repositório interativo de informações onde os pesquisadores podem explorar e debater abordagens na detecção de vida que podem um dia ser usadas para buscar evidências de vida em outros mundos.

LEIA TAMBÉM:

Conteúdo Patrocinado
Loading...
Revisa el siguiente artículo