5 motivos para aproveitar os benefícios da chia e adiciona-la na dieta

Por Rodrigo Almeida

Segundo o site Medical News Today inserir a chia na dieta é uma ótima forma de atingir as recomendações diárias de fibras, combater e prevenir o diabetes, doenças coronárias e o colesterol alto.

Estes são os 5 motivos listados pelo site de que a chia é um alimento fundamental na dieta

Fibras e perda de peso

As diretrizes dietética dos Estados Unidos e  a Organização Mundial da Saúde (OMS) recomendam o consumo de 30 a 35 gramas de fibras por dia para homens com menos de 50 anos e de 25 a 30 gramas diários para mulheres da mesma faixa etária.

A melhor forma de atingir a meta indicada é aumentando o consumo de vegetais em geral, frutas e grãos. A chia pode desenvolver um papel importante, pois 30 gramas de semente de chia contêm 12g de carboidratos, dos quais 11g são fibras.

Essa grande quantidade de fibras somada ao alto conteúdo proteico da semente, fazem dela um alimento essencial para inserir na dieta. As sementes de chia ainda contêm ômega-3, nutriente essencial para a saúde do cérebro e que auxiliam na perda de peso.

Alguns especialistas ainda são conservadores em cravar as propriedades emagrecedoras da chia. A publicação Journal of Obesity indica que os dados sobre este assunto ainda são limitados. Já a revista Nutrition Research indica que elas não têm influência na composição corporal.

Diverticulite

É uma inflamação na parede interna do intestino. Esta condição é associada a uma dieta baixa em fibras. Adicionar este nutriente à dieta é a melhor forma de tratar ou prevenir a diverticulite. As sementes de chia ajudariam com cerca de 30% da recomendação diária em apenas 30g consumidas.

Este nutriente também é responsável por regenerar as bactérias saudáveis do sistema digestivo e em longo prazo pode se tornar uma ótima forma de prevenção contra o câncer de cólon.

Combate o colesterol alto, doenças cardiovasculares e diabetes

Uma revisão de 67 estudos chegou à conclusão de que apenas 10g a mais de fibras por dia é suficiente para reduzir o colesterol ruim (LDL) da corrente sanguínea. Além de regular o sistema digestivo a fibra dietética ainda trata doenças cardiovasculares, regula o diabetes e auxilia no combate à obesidade e câncer.

Um estudo de 2017 descobriu que a chia tem capacidade de transformar a glicose sanguínea em um carboidrato de absorção lenta. Apesar de haver poucos estudos para comprovar isso, esta propriedade seria de grande ajuda pra pessoas com diabetes do tipo 2.

Ômega-3

Pesquisas sugerem que o ômega-3 pode diminuir o risco de uma série de doenças cardíacas, regular a presença de LDL, colesterol bom (HDL) e triglicérides no organismo, assim como pode estar ligada à neurogênese e manutenção da saúde cerebral.

É um alimento riquíssimo em nutrientes e baixo em calorias

  • Uma porção de 30 gramas de chia contém:
  • 11 gramas de fibras
  • 9 gramas de gorduras (5g são de ômega-3)
  • 18% da recomendação diária de cálcio
  • 30% da recomendação diária de manganês
  • 30% da recomendação diária de magnésio
  • 27% da recomendação diária de fósforo
  • Ainda contém doses decentes de zinco, vitamina b3, potássio, vitamina B1 e B2.
Conteúdo Patrocinado
Loading...
Revisa el siguiente artículo