Verão pede mais atenção com a pele; conheça cuidados simples

Por Metro Jornal

Mesmo com protetores solares e roupas de tecido UV capazes de proteger em até 98% a pele da irradiação solar, os índices de câncer de pele no Brasil ainda são altos. De acordo com o Inca (Instituto Nacional de Câncer), 30% de todos os tumores malignos correspondem ao diagnóstico. “Não há mais desculpas para continuarmos correndo o risco de se expor a esse tipo de malefício”, diz o dermatologista Joaquim Mesquita, da Sociedade Brasileira de Dermatologia. “Os protetores solares hoje em dia são confiáveis e produzidos para as condições tropicais”, completa.

No verão, quando as temperaturas alcançam níveis muito altos inclusive à sombra, os cuidados devem ser redobrados, frisa o médico. “Para o dia a dia, um protetor de fator 30 já resolve. Mas para quem vai se expor na praia, o ideal é escolher a partir do fator 50”, ensina o dermatologista.

Crianças, mulheres e idosos, segundo Mesquita, podem apresentar pele mais sensível à radiação do que os homens. “No caso das crianças, especialmente, vale lembrar que a incidência de queimaduras na infância acaba favorecendo o desenvolvimento de câncer melanoma”, diz.

Fora isso, o especialista confirma que é verdade que as peles mais escuras resistem melhor às queimaduras, mas isso não significa que estão livres de cuidados. “Queimar menos não significa não queimar. Então, todos devem usar filtro solar diariamente, reaplicando a cada duas ou três horas”, adverte Mesquita.

Tipos de pele

Cuidados diários

De acordo com informações da Sociedade Brasileira de Dermatologia, estudos mostram que 70% ou mais da radiação solar que recebemos durante a vida é absorvida nas atividades cotidianas.

  • Filtro Solar
    No verão, o uso do filtro solar deve ser intensificado. O ideal é aplicar diariamente, e não apenas nos momentos de lazer. No dia a dia, produtos com FPS 30, ou superior, são recomendados. Em situações de maior exposição ao sol, prefira os fatores mais elevados e reaplique sempre novamente após sair da água. Na embalagem, verifique se o produto tem proteção contra raios UVA e UVB. Aplique com 30 minutos de antecedência para que a pele absorva e reaplique a cada duas ou três horas. Em crianças, o filtro pode ser usado a partir dos seis meses.
  • Roupas e acessórios
    Além do filtro solar, é importante usar chapéu, boné e roupas de algodão. Os tecidos sintéticos, a exemplo do nylon, bloqueiam somente 30% da radiação UV. Óculos de sol também são recomentados, pois eles comprovadamente previnem a catarata e outras lesões.
  • Mudança de hábito
    Alem do uso diário de protetor solar, faz bem uma hidratação redobrada. Ou seja, é importante beber mais líquidos, principalmente água, mas vale também suco de frutas e água de coco. Já a pele merece cuidados com aplicação de um bom hidratante. Observe o seu tipo de pele, se é seca ou oleosa, para escolher o produto certo. Alimentos como cenoura, abóbora, mamão, maçã e beterraba, por conterem carotenoides, substância de ação antioxidante, ajudam a prevenir os danos. Em geral, esta substância pode ser encontrada em frutas e legumes de cor alaranjada ou vermelha.
Câncer de pele - Sinais
Conteúdo Patrocinado
Loading...
Revisa el siguiente artículo