Cuidado: pesquisa mostra uso irregular de formol em alisantes de cabelo

Por Metro Jornal

Uma pesquisa feita pela Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária) com fiscais sanitários de municípios e outros estados revelou que 35% deles já detectaram uso irregular de formol em alisantes de cabelos em seus respectivos estados.

Segundo a pesquisa, 22,4% dos agentes sanitários que notificaram a irregularidade acreditam que a adição de formol na composição dos cosméticos usados para alisar cabelos das clientes foram feitos pelos próprios cabeleireiros. Para 15,9%, tanto o cabeleireiro quanto o produto usado manipularam a composição do formol na formula do alisante.

O formol é um produto altamente tóxico e em contato com a pele pode ocasionar irritação, queimadura, descamação e até queda de cabelo. Se for inalado, pode provocar ardência nas vias respiratórias, coriza, falta de ar, tosse e dor de cabeça. Pesquisas feitas por  instituições internacionais reconhecem o efeito cancerígeno do produto.

 

Conteúdo Patrocinado
Loading...
Revisa el siguiente artículo