Apesar da tecnologia, 'millennials' latinos têm pouca habilidade matemática, diz estudo

Por Reuters

Cerca de 40 por cento da chamada geração ‘millennial’ da América Latina não conseguem realizar cálculos matemáticos básicos, e uma parte considerável apresenta defasagem em suas habilidades cognitivas, apesar de sua capacidade elevada para se adaptar a novas tecnologias, segundo um estudo divulgado nesta quinta-feira.

A investigação fomentada pelo Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID) entrevistou 15 mil jovens de idades entre 15 e 24 anos em nove países da região: Brasil, Chile, Colômbia, El Salvador, Haiti, México, Paraguai, Peru e Uruguai.

Os resultados foram díspares e marcados pelo aceso desigual a anos de escolaridade, as condições de segurança frágeis em países como El Salvador ou México e os índices de paternidade adolescente.

Mesmo assim o relatório destacou que os ‘millennials’ têm um desempenho notável no uso de tecnologias e contam com capacidades socioemocionais desenvolvidas, como uma autoestima sólida e confiança no futuro, que se mostram essenciais para sua inserção no mercado de trabalho.

“A análise confirma o atraso em habilidades cognitivas dos jovens da região (…) independentemente de sua situação trabalhista e educativa”, concluiu a investigação apresentada pelo centro de estudos Espacio Público.

Conteúdo Patrocinado
Loading...
Revisa el siguiente artículo