Faça sua parte: 4 dicas para comer bem e ajudar o meio ambiente

Por Vanessa Selicani

Boas práticas. Comer bem, ter uma vida mais saudável e ajudar o meio ambiente a ser sustentável exige apenas alguns novos hábitos no seu dia a dia. Quer fechar esse ciclo e se sentir melhor? Então anote aí algumas dicas:

Na horta:

Abóbora Pessoas que comem orgânicos têm 25% menos chances de ter câncer, mostrou um estudo do Instituto Nacional de Saúde e Pesquisa realizada com 68 mil franceses / André Porto/Metro

Produtos orgânicos são aqueles que não levam agrotóxicos no cultivo e recebem adubos naturais, como os produzidos na compostagem. Além de mais saudáveis, eles preservam o meio ambiente. Procure pelo selo “Produto Orgânico Brasil” na hora de comprar.

No mercadinho:

Abóbora As abóboras utilizadas nesta página são orgânicas e foram compradas no Instituto Chão, na cidade de São Paulo / André Porto/Metro

Consuma alimentos produzidos na sua cidade. Eles não precisam atravessar grandes distâncias e por isso chegam mais frescos à sua mesa. Além disso, você incentiva o comércio local. Dê preferência também aos alimentos da temporada, que são mais saborosos e custam menos.

Leia mais:
Parceria com chef Alex Atala dá impulso a mercado de arroz especial
A gastronomia salva: conheça iniciativas que reescrevem histórias pela culinária

Na panela:

Abóbora Depois de fotografadas para a edição, todas se transformaram em uma deliciosa sopa! Ah, e as sementes foram assadas e também consumidas / André Porto/Metro

Na hora de cozinhar, lembre-se que cascas e talos também devem ser aproveitados. As sementes de abóbora e melão, por exemplo, podem ser lavadas e, depois de secas, irem ao forno com sal para servir como petisco. Folhas e talos de beterraba, rabanete, nabo, couve-flor, brócolis podem ser refogados e misturados com farinha de mandioca ou de milho para uma colorida farofa.

No descarte:

Abóbora 55% do lixo produzido no país é orgânico / André Porto/Metro

A compostagem é uma alternativa sustentável para aqueles alimentos que você não conseguiu reaproveitar por completo. Grande parte do resto orgânico pode entrar no processo, que realiza uma espécie de reciclagem. O material é decomposto por microrganismos. O processo pode ter a ajuda de minhocas, que aceleram a decomposição. O material final se transforma em adubo natural para jardins e novas plantações, onde alimentos saudáveis serão produzidos. Quer fazer na sua casa? Veja dicas em www.akatu.org.br.

Alex Atala selo Arte / Metro Jornal
Conteúdo Patrocinado
Loading...
Revisa el siguiente artículo