Pai cria ambiente de realidade virtual para ajudar no aprendizado de filha

Por Metro Jornal

As dificuldades de aprendizado da pequena Imogen, de oito anos de idade com Síndrome de Williams, levou seu pai Craig Chaytor, do Reino Unido a criar um mundo virtual de vídeos em 360o. O projeto chamado de I.M.M.E. – que pode ser acessado pelo telefone celular, internet ou visor de realidade virtual – agora busca ajudar outras crianças com o mesmo problema.

Leia mais:
Hospital da Brasilândia deve ter parte entregue em 2019
Multa para quem desistir de imóvel chega a 50%

O nome do projeto é um acrônimo da frase “Imagine criar memórias em todos os lugares” – do inglês, “Imagine making memories everywhere”. Para Chaytor, “o objetivo é unir livros e tecnologia em um único lugar, tarefa nunca antes realizada dessa forma”. Cada página é uma lição educativa, mas com uma diferença importante: todo o conteúdo é apresentado na forma de realidade virtual.

Segundo Chaytor, a inspiração para começar o projeto veio de sua filha. Há dois anos, ele comprou um visor de realidade virtual e mostrava para ela vídeos em 360o encontrados na internet. Todos os seus filhos experimentaram, mas Imogen foi a única que não gostou tanto da experiência. “Depois de descobrir que não era adequado para uma criança com deficiência, surgiu a necessidade de aprender novas habilidades para poder ajudar a minha filha, mesmo que isso significasse criar um livro de aventuras com cada página especialmente adaptada para crianças”, disse o inventor.

Para adquirir as habilidades necessárias, Chaytor diz ter se baseado bastante na internet. “Depois de aprender o básico, eu comprei o equipamento e continuei aprendendo por conta própria. Levou bastante tempo, mas o esforço valeu a pena”.

Os próximos passos estão sendo estudados, “eu nunca esperei que um projeto assim fosse decolar, mas agora, eu comecei a pesquisar formas de levá-lo para ajudar crianças em todos os cantos do mundo”.

Conteúdo Patrocinado
Loading...
Revisa el siguiente artículo