Teste de cinco minutos pode identificar risco de demência

Por Metro Jornal

Um teste de cinco minutos pode ajudar médicos a prever o risco de demência em pacientes que ainda não apresentaram sintomas. Cientistas da University College London (UCL), na Inglaterra, publicaram um estudo que comprova a eficácia do exame.

Mais de 3 mil pessoas se submeteram ao estudo, que foi conduzido de 2002 a 2017. A partir da análise da pulsação arterial nos vasos sanguíneos do pescoço dos participantes, os pesquisadores conseguiram estabelecer uma relação entre a doença e pulsações arteriais mais fortes. Também foram levadas em consideração a memória e as habilidades de resolução de problemas dos pacientes.

Leia também:
Conheça os principais sintomas da depressão e previna-se desse mal

O resultado? Aqueles que apresentaram pulsos mais intensos tinham 50% mais risco de demência e de experimentar um maior declínio cognitivo na próxima década em comparação aos demais.

A explicação é que essa característica pode causar danos, alterações e pequenos sangramentos, conhecidos como mini-derrames, nos vasos do cérebro.

A descoberta científica pode ajudar a identificar melhor os riscos de demência e maneiras mais eficazes de prevenir a doença.

Conteúdo Patrocinado
Loading...
Revisa el siguiente artículo