Saiba como transportar seu animal de estimação em viagens

Por Metro Jornal

Viajar é sempre revigorante. Mas quem tem animal de estimação sabe a dificuldade que é pegar a estrada e deixar o bichinho em casa sozinho ou sob os cuidados de outras pessoas.

Para quem escolhe levar o pet para viajar em família, alguns cuidados são essenciais. Há, inclusive, regras que precisam ser seguidas para garantir a segurança do bichinho e de quem viaja com ele, independentemente de ser de carro, ônibus ou avião.

Confira algumas dicas do Detran.SP e do Procon-SP para quem vai embarcar nessa:

Carro
O Código Brasileiro de Trânsito proíbe animais soltos, no colo ou nos braços dentro do carro. Por isso, a sugestão é que o pet esteja numa caixa de transporte ou com cinto de segurança apropriado – sim, isso existe e pode ser encontrado numa busca rápida na internet.

Cadeirinhas para cães de pequeno e médio porte também podem facilitar a viagem. Neste caso, elas devem estar fixadas com o cinto do próprio veículo.

Viajar com a cabeça para fora da janela também é proibido para os bichinhos. Além de ser perigoso para os ocupantes do veículo e de gerar multa ao motorista, a prática pode causar otite e doenças no ouvido do animal.

Leia mais:
Fuvest 2019: confira o local de prova e concorrência por vaga do vestibular
A história romântica do primeiro beijo entre Michelle e Barack Obama

Avião
Os aviões permitem o transporte de animais, mas as companhias costumam limitar o número de pets por voo. Por isso, o dono precisa fazer a reserva com antecedência e pagar uma taxa correspondente. Mas cada companhia pode ter seu próprio regulamento sobre o transporte de animais, então vale consultar as regras antes de comprar a passagem.

No geral, para viagens nacionais, é preciso apresentar atestado de saúde e comprovante de vacinação do bichinho.

O pet deverá ser levado em compartimento fechado e revestido, com material que absorva urina e fezes.

Já para viagens internacionais, é necessária uma consulta com um veterinário do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento. Fique de olho também nas regras do país de destino.

Ônibus
O animalzinho pode viajar de ônibus desde que esteja na caixa de transporte ou gaiola. O dono precisa ainda comprovar as boas condições de saúde do pet antes de embarcar.

Cão-guia não paga passagem, mas todos os demais, para irem acomodados ao lado do dono, precisam de passagem.

Para mais dicas, veja a cartilha do Procon sobre o assunto.

Conteúdo Patrocinado
Loading...
Revisa el siguiente artículo