5 superalimentos que ajudam a combater o câncer

Por Rodrigo Almeida

O câncer é uma das doenças mais perigosas da atualidade e pouco se sabe sobre suas causas. No entanto, existem alguns superalimentos indicados para prevenir o surgimento desta enfermidade. Isso não quer dizer que você deva fugir do médico, levar um estilo de vida saudável é complementar ao tratamento ou a prevenção.

Tomate

toamte Reprodução/ Pixabay

Rico em licopeno, essa fruta é fundamental para a saúde dos órgãos reprodutivos. Esse substâcia é comprovadamente eficiente na prevenção do câncer de próstata e pode auxiliar na prevenção do câncer de mama. O tomate tem grandes quantidades de Vitamina C e A, assim como minerais, fibras e muita água. É uma fruta que pode fazer de nossa dieta diária de diversas formas.

Azeite de oliva

É um dos superalimentos mais famosos e combate o câncer de mama. Elemento imprescindível na dieta mediterrânea, o azeite contém grandes quantidades de ômega-3, antioxidantes e ainda ajuda a diminuir o nível do colesterol, melhora a saúde do coração e ajuda a diminuir o peso.

Quinoa

A quinoa é importantíssima para pessoas que sofrem de problemas intestinais e têm dificuldade para evacuar. Por conter grandes quantidades de fibras, vitaminas e proteínas de boa qualidade é um alimento ideal para prevenir o câncer de colón.

Nozes

nozes Reprodução/ Pixabay

Outro alimento importante no combate do câncer de mama, e rico em ácidos graxos de ótima qualidade, o ômega-3.  As nozes são altamente proteicas e contêm boas quantidades de fibras. São versáteis podendo fazer parte de sobremesas, saladas, partos principais e até porções entre refeições.

Romã

Ajuda a limpar as artérias e é rica em vitaminas. O suco de romã além de ser bem saboroso é também responsável por dificultar o movimento de células cancerígenas e  pode reduzir a metástase.

Não se esqueça que uma alimentação saudável é importante para manter a saúde e qualidade de vida. No entanto, ao se tratar de câncer é importante fazer exames preventivos com regularidade. Afinal, uma boa alimentação não é garantia de estar livre da doença.

Conteúdo Patrocinado
Loading...
Revisa el siguiente artículo