Hipertensão: 4 bebidas importantes para regular a pressão arterial

Por Rodrigo Almeida

A hipertensão é um mal que acomete muitos brasileiros e, pelo estilo de vida moderno, afeta pessoas cada vez mais jovens. Criar estratégias de combate à pressão alta é fundamental para viver uma vida sã.

Para trata-la, uma das formas mais simples é adicionar alimentos que façam bem ao organismo e regulem a pressão sanguínea, assim como, retirar alimentos que podem causar aumento repentino da pressão.

Chá de hibisco

hibisco Reprodução/ Pixabay

O chá contem fitoquímicos bioativos que são importantes agentes para o fortalecimento do sistema imunológico. Além disso, essa bebida é fundamental para baixar a pressão alta.

O chá de hibisco pode ser facilmente inserido na dieta e pode substituir o café. Estudos indicam que 3 xícaras por dia são suficientes para diminuir efeitos da hipertensão.

Suco de beterraba

beterraba Reprodução/ Pixabay

Estudos científicos demonstram que consumir um a dois copos de suco de beterraba por dia pode influenciar beneficamente na regulação da pressão arterial de forma quase imediata.

Isso acontece porque a beterraba tem uma porção de vitaminas e minerais importantes para a função arterial, dentre eles o nitrato, precursor do nitrito, mineral fundamental no relaxamento arterial e facilitador do fluxo sanguíneo.

A beterraba também é uma fonte rica em acido fólico e potássio, dois nutrientes de grande importância para regular o fluxo sanguíneo e na manutenção da saude cardiovascular.

Água

agua Reprodução/ Pixabay

É a bebida mais barata e democrática da lista e também a mais importante. Todas as funções fisiológicas do corpo humano requerem esse líquido. Para quem sofre de hipertensão, manter-se hidratado é fundamental para facilitar o fluxo sanguíneo.

Tomar pouca água durante o dia, obriga que os vasos sanguíneos se contraiam de modo que reduz a capacidade de bombear sague com eficiência e cause aumento de pressão arterial.

Suco de romã

roma Reprodução/ Pixabay

O suco de romã é um inibidor natural da pressão elevada e alguns estudos apontam que tem eficiência de remédios prescritos por médicos, chegando a reduzir a pressão arterial sistólica em até 30 %.

 

Conteúdo Patrocinado
Loading...
Revisa el siguiente artículo