Casapueblo: construção que inspirou Vinicius de Moraes é a mais visitada do Uruguai

Por Maicon Bock/Metro Porto Alegre

“Era uma casa muito engraçada, não tinha teto, não tinha nada.” Os versos da música “A Casa”, de Vinicius de Moraes, são conhecidos dos brasileiros. Mas o que poucos sabem é que a inspiração para a letra surgiu de uma construção peculiar, a Casapueblo, que é o ponto turístico mais visitado do vizinho Uruguai.

Localizada em Punta del Este, num penhasco rochoso junto ao mar, a edificação foi surgindo aos poucos, de cima para baixo. A ideia foi do artista plástico e arquiteto Carlos Páez Vilaró (1923-2014), que em 1958 se encantou com o lugar – completamente desabitado, sem árvores e qualquer estrada – e decidiu estabelecer ali seu ateliê.

Leia mais:
Mostra gratuita em SP apresenta visões poéticas de ícones da cultura afro-brasileira
Duas Rainhas: filme estrelado por Saoirse Ronan e Margot Robbie ganha trailer; veja

Depois, Vilaró foi ampliando os cômodos à medida que a necessidade ia surgindo: mais espaço para suas atividades ou para abrigar amigos que vinham de longe. Artistas, colecionadores, personalidades, pesquisadores, estudantes e viajantes eram o público da casa. O célebre Vinicius de Moraes passou temporadas no local. “Cada vez que ele vinha, a casa estava diferente. Casapueblo tem a alma de Vinicius”, afirma Beba Páez Vilaró, filha do artista.

A construção foi modelada à mão por Vilaró durante quatro décadas. Está a 13 quilômetros do centro. O número de turistas brasileiros no local chama atenção. Atualmente, a casa abriga galeria de arte, museu e hotel com 72 quartos com vista para o mar. O gerente Ernesto Bentancur conta que nenhum quarto é igual ao outro. “O hotel é também muito utilizado como cenário para comerciais, lançamentos de produtos e casamentos”, conta. As diárias custam a partir de 150 dólares (cerca de R$ 600).

Embora a visitação ao museu ocorra todo dia, das 10h às 18h, ao custo de 300 pesos uruguaios (R$ 36), o momento ideal para chegar é no meio da tarde. Além de conferir as atrações espalhadas por cômodos, túneis e varandas, o visitante pode tomar um café e conferir, nos cinco minutos que antecedem o pôr do sol, a declamação do poema “Ceremonia al Sol”, em áudio do próprio Vilaró. “Adiós sol! Mañana te espero otra vez. Casapueblo es tu casa, por eso todos la llaman la casa del sol”, diz um trecho. É realmente um espetáculo.

Em Punta, conheça também:

*O repórter viajou a convite do Ministério do Turismo do Uruguai

Conteúdo Patrocinado
Loading...
Revisa el siguiente artículo