Alimentos ultraprocessados estão diretamente ligados ao surgimento de câncer

Por Metro Jornal

Sabe aquele biscoito que você tanto adora? Ou mesmo a linguiça que não pode faltar no churrasco? Então, é bom segurar a onda: esses alimentos, conhecidos como ultraprocessados, causam diversos problemas à saúde. Além de aumentar as chances de uma obesidade, eles contêm elementos que podem ter relação direta com o surgimento de alguns tipos de câncer.

Leia mais:
Abelhas estão ficando viciadas em pesticidas; entenda como isso contribui para escassez de alimentos
Engravidar após os 35 anos pode trazer benefícios às mulheres

Um estudo realizado pela Universidade de Paris indicou que salsichas, linguiças, nuggets, sucos em pó, barras de chocolate, pão de forma e alimentos pré-cozidos em geral contém altos níveis de gordura saturada, açúcar e sal, ao mesmo tempo em que contam com menor quantidade de fibra. Em alguns países subdesenvolvidos, esse tipo de alimento responde a cerca de 50% da dieta das pessoas.

Os pesquisadores acompanharam os hábitos alimentares de cerca de 105 mil indivíduos, na faixa dos 40 anos, por cinco anos. Eles perceberam que conforme crescia o consumo de alimentos ultraprocessados, os casos de câncer também cresciam, proporcionalmente – especialmente o de mama.

A pesquisa excluiu dessa taxa pessoas que haviam sido diagnosticadas anteriormente com algum tipo de câncer e outros fatores de risco, como idade, sexo, histórico familiar e fumo. Com base nisso, o estudo chegou a conclusão de que o consumo de alimentos ultraprocessados pode resultar em um aumento de casos de câncer nas próximas décadas. Para fugir disso, os cientistas afirmaram que o ideal é comer produtos frescos ou pouco processados.

 

Conteúdo Patrocinado
Loading...
Revisa el siguiente artículo