Internet pode ser derrubada por conta de mudanças climáticas; entenda

Por Metro Jornal

As mudanças climáticas no nosso planeta podem gerar graves consequências não apenas para o tempo, mas para toda a nossa forma de vida. Algo que pode ser atingido por isso é a própria internet, segundo um estudo feito por pesquisadores da Universidade de Wisconsin, nos EUA.

E se você acha isso pouco, saiba que nem só de memes e tretas vive a internet: quando a conexão cai, o caos vai desde o trânsito, por conta de semáforos automáticos desligados, até os hospitais, onde médicos deixam de ter acesso a registros online de pacientes. A vida moderna é tão dependente da web que não dá para pensar mais em como as coisas seriam em caso de um "apagão virtual".

Leia mais:
Filmes na TV: Onde o Amor Está, As Branquelas e outros destaques desta terça
Após polêmica, PM do Paraná retira termo ‘masculinidade’ de concurso

O estudo analisou a infraestrutura física da internet nos EUA e percebeu que boa parte dos cabos de fibra ótica ficam próximos ao mar – assim como no Brasil. O problema é que, mesmo resistentes à agua, eles não foram pensados para ficar submersos o tempo todo.

"Grande parte da infraestrutura implantada fica bem ao lado da costa, por isso não é preciso mais do que alguns centímetros de elevação do nível do mar para que ela fique debaixo d'água", explicou Paul Barford à revista National Geographic. Ele é professor de Ciência da Computação pela Universidade de Wisconsin e um dos co-autores do estudo.

Os cientistas analisaram um mapa da estrutura da web e cruzaram com as previsões para o aumento do nível do mar nos próximos anos. Chegou-se à conclusão que, em 15 anos, milhares de quilômetros de cabos podem acabar submersos. "Isso se as inundações não chegarem primeiro. Enquanto 15 anos pode parecer chocante, nós já estamos vendo mais inundações nas marés altas", disse Carol Barford, co-autora da pesquisa, em entrevista à revista Wired.

 

Conteúdo Patrocinado
Loading...
Revisa el siguiente artículo