Estudo revela os segredos para permanecer 'loucamente apaixonado' mesmo em relacionamentos de longa data

A 'paixão' de início de relacionamento pode durar muitos e muitos anos!

Por Metro Internacional

Basta se relacionar para saber que o amor se transforma de acordo com o tempo. Muitas pessoas inclusive tem medo de que as “relações esfriem” e nunca voltem a experimentar as emoções do início.

De acordo com um artigo de Adoree Durayappah, no portal Psychology Today, estamos um pouco mais perto de responder a essas perguntas e desmistificar os segredos por trás do amor intenso, duradouro e romântico.

Um estudo recente publicado na revista Cognitive Social e Affective Neuroscience investigou, pela primeira vez, que as regiões do cérebro estão associadas com o amor romântico ao longo prazo.

Os pesquisadores compararam os exames cerebrais de indivíduos casados ​​de longa data com os exames de pessoas que se apaixonaram recentemente.

Surpreendentemente, os resultados revelaram uma atividade similar em regiões específicas do cérebro, tanto para o amor romântico intenso a longo prazo quanto para os casais em amor romântico nos estágios iniciais. Essas regiões cerebrais particulares podem ser a chave para o fato de certos casais permanecerem loucamente apaixonados por anos, até décadas, mais tarde.

O grupo de pesquisadores, liderado pelos Drs. Bianca Acevedo e Arthur Aron, do Departamento de Psicologia da Universidade de Stony Brook, usou imagens de ressonância magnética para mapear o cérebro de pessoas felizes no casamento que relataram um amor romântico intenso pelo o seu parceiro depois uma média de 21 anos de casamento.

Veja as características do amor romântico intenso:

  • Desejo de união.
  • Atenção focada.
  • Motivação para fazer coisas que deixam o parceiro feliz.
  • Atração sexual e pensar no parceiro quando estão separados.

O objetivo do estudo foi investigar como a atividade cerebral em sistema de indivíduos em um “intenso amor” a longo prazo.

Ser loucamente apaixonado pode durar!

Os resultados do estudo indicam que o sentimento de paixão intensa pode durar em relacionamentos de longo prazo. "Encontramos muitas semelhanças muito claras entre os que estavam apaixonados a longo prazo e aqueles que acabaram de se apaixonar loucamente", revelou o Dr. Aron.

Pontos importantes para manter o amor vivo:

GIF Reprodução / GIF

Frequência sexual

Uma pergunta comum à qual a maioria dos casais se questiona é se a frequência e o interesse sexual podem ser mantidos por meio de relacionamentos de longo prazo. A resposta é sim! Os participantes do amor romântico de longa data relataram uma alta frequência sexual.

Proximidade e união

O amor romântico a longo prazo ativa regiões cerebrais ricas em dopamina. O recrutamento desse sistema de dopamina, que controla a recompensa e a motivação, sugere que o amor romântico é um desejo e uma motivação para estar junto ao outro.

Seguro e protegido

As pesquisas indicaram que a associação com uma figura de apego reduz a dor e o estresse. Dessa forma, se sentir seguro e protegido é um critério importante no amor romântico intenso e duradouro.

Então, o que aprendemos?

A partir deste estudo, aprendemos que a atividade neuronal de pessoas em um intenso amor romântico em longo prazo compartilha semelhanças notáveis ​​com a atividade neuronal de indivíduos recém-investidos.

Portanto, é totalmente possível que amor romântico seja sustentado em relacionamentos de longo prazo. E esse amor intenso e apaixonado é uma atividade rica em dopamina.

A chave para entender como sustentar o amor romântico a longo prazo é compreendê-lo um pouco cientificamente. Nossos cérebros veem o amor passional duradouro como um comportamento dirigido por metas, para alcançar recompensas.

As recompensas podem incluir a redução da ansiedade e do estresse, sentimentos de segurança, um estado de calma e uma união com o outro. Por isso, quase sempre nos relacionamentos de longo prazo, quando nos referimos ao “eu”, incorporamos lentamente nosso parceiro à nossa noção de nós mesmos.

À medida que nos movemos do amor no estágio inicial para o amor em longo prazo, nosso vínculo de união cresce. E quando realizamos ações que deixam nosso parceiro feliz, melhoramos e mantemos o relacionamento à medida que trabalhamos para atingir nosso objetivo de manter as nossas “recompensas”.

Conteúdo Patrocinado
Loading...
Revisa el siguiente artículo