Cães e gatos sentem mais fome no inverno?

Por Metro Jornal

As temperaturas mal começaram a cair e muitos tutores já estão colocando aquele "tantinho a mais de ração" nos potes dos seus bichinhos para que eles se sintam mais saciados no frio.

A oferta de comida em excesso não seria sem motivo. Muitas pessoas acreditam que nas estações mais frias do ano, os pets precisam de mais calorias para manter a temperatura corporal.

Mas, será que isso é mesmo verdade?

Segundo a veterinária Keila Regina de Godoy, que também é gerente de capacitação técnica da PremieRpet, empresa especialista em alimentos para cães e gatos, as baixas temperaturas não seriam um problema, ao menos por aqui.

“Estamos em um país tropical onde o inverno é ameno. E devemos levar em conta que a grande maioria dos animais que têm dono vive dentro de casa e não fica exposta por longos períodos às baixas temperaturas. Muitos possuem camas, roupinhas e cobertores para se abrigar do frio”, explica Keila.

Por isso, é bom ficar de olho. Afinal, quem tiver um bichinho em casa e insistir nesse comportamento poderá apenas deixá-lo mais gordinho ao final da estação.

Quem pode comer mais
A situação seria diferente apenas em países onde o frio costuma ser muito intenso ou quando o animal vive em locais sujeitos à baixíssimas temperaturas, como a região sul do país.

“Em locais de inverno rigoroso, cães e gatos podem necessitar de um incremento na quantidade de alimentação para compensar as necessidades, principalmente se frequentam áreas externas à residência”, esclarece.

Outra recomendação importante nos dias mais frios é não descuidar da hidratação do pet. Ao perceber que ele está bebendo pouca água, capriche na oferta da bebida!

Conteúdo Patrocinado
Loading...
Revisa el siguiente artículo