Mitos e verdades sobre as próteses de mama

Por Metro Jornal

Cirurgia preferida entre as mulheres brasileiras, o implante de prótese no seio deixa muita dúvida quando o assunto é o dia a dia da mulher. Afinal, o que pode e o que não pode ser feito quando se têm próteses?

Uma das maiores incertezas diz respeito à pratica de atividades físicas. Exercícios estão liberados ou não? O cirurgião plástico Marco Cassol conta o que é mito e o que é verdade nesses casos. 

É necessário parar as atividades físicas após a cirurgia? MITO.
É verdade que o retorno deve ser gradual, mas a mulher não precisa parar de praticar exercícios físicos. “O tempo para regresso vai depender da indicação do médico, mas o normal é voltar após três semanas de repouso, focando nos membros inferiores”, explica Cassol. Vale ressaltar que as mulheres que têm hipertrofia muscular e colocaram prótese embaixo dos músculos vão sentir mais desconforto no pós-operatório precisando, por isso, de um tempo maior de repouso.

Durante a cicatrização não posso trabalhar peitoral, ombro e costas. MITO.
Pode, sim! Mas é preciso cautela na prática de atividades. Aluna, médico e educador físico devem chegar a uma decisão conjunta sobre quando e como os exercícios devem ser retomados.

Posso continuar pegando pesado na malhação? VERDADE!
Claro! Mas apenas após o período da cicatrização. Uma boa dica é usar tops reforçados para sustentar melhor os seios e protegê-los de impactos durante a prática de exercícios.

Tenho que tomar cuidado com esportes radicais? VERDADE!
O uso de próteses não impede a prática de exercícios físicos, mas esportes radicais exigem cuidados redobrados, principalmente, aqueles de alto impacto na região do tórax. “Se a mulher pular de um bungee jumping sua prótese pode se romper”, afirma o profissional. Lutas também exigem atenção.

Prótese de grandes dimensões podem ser um problema para o dia a dia. VERDADE!
Elas podem não só trazer problemas de postura, mas dor nas costas e promover a queda das mamas. “O ideal é optar por próteses menores. São mais confortáveis e mais bonitas.”

Conteúdo Patrocinado
Loading...
Revisa el siguiente artículo