Alerta! Fumaça de cigarro pode se locomover pelo ar em grandes distâncias, diz estudo

Por Wellington Botelho

Uma pesquisa da Universidade de Drexel, nos Estados Unidos, constatou um fato alarmante a que todos nós estamos exposto: toxinas emitidas pelo cigarro podem circular pelo ar. As substâncias, inclusive, podem se locomover até os lugares em que ninguém fuma.

De acordo com o trabalho científico, as substâncias químicas de fumaça de “terceira mão” podem ser ligadas a partículas de aerossol. "Este estudo mostra que o fumo de terceira mão, que estamos percebendo que pode ser prejudicial à saúde como o fumo passivo, é muito mais difícil de evitar”, disse o PHD e co-autor da pesquisa, Michael Waring.

Leia mais:
Relações de trabalho guiam exposição ao ar livre que acontece na avenida Paulista
Nova tendência, refrigerador ‘black’ tem cinco modos diferentes de uso

“Em uma sala de aula vazia, onde o hábito de fumar não é permitido há algum tempo, descobrimos que 29% de toda a massa de aerossol interna continha espécies químicas de fumaça de terceira mão. Isso foi obviamente bastante surpreendente e levantou muitas dúvidas sobre o quanto a fumaça de terceira mão poderia permanecer em um ambiente ventilado e não-fumante”, disse a estudante de doutorado Anita Avery.

Os pesquisadores simularam a exposição em um laboratório. Depois de um dia, o ar filtrado circulou em um contêiner e os pesquisadores mediram a composição química das partículas de aerossol que adquiriu ao longo do caminho e compararam com o ar externo que não passou pelo recipiente. Eles descobriram um aumento de 13% nas espécies químicas de fumaça de terceira mão no ar que passava pelo contêiner, o que significava que, embora parecesse que a fumaça havia desaparecido, ainda existia um resíduo químico.

Pesquisas anteriores mostraram que à medida que mudam de forma gasosa podem se estabelecer em qualquer lugar. Isso significa que eles podem ser transportados involuntariamente para ambientes livres de fumaça – à espera de condições que lhes permitam fazer a transição de volta para um gás e anexar a aerossóis.

O ambiente interno de edifícios com aquecimento, ventilação e ar condicionado (AVAC) mecânico pode ser a confluência precisa dos fatores necessários para espalhar esses produtos químicos tóxicos.

"Enquanto a maioria das pessoas espera que elas sejam expostas à exaustão do carro ou outros produtos químicos em baixas concentrações quando estão do lado de fora, eles tendem a pensar que estão escapando de tudo quando entram em ambientes fechados", disse Peter DeCarlo.

Conteúdo Patrocinado
Loading...
Revisa el siguiente artículo