Seu cachorro foi envenenado? Saiba o que fazer

Por Metro Jornal

Proteger os pets nem sempre é fácil, especialmente quando se é dono de um cachorrinho levado que adora mastigar tudo o que vê pela frente ou que ainda não aprendeu a identificar – e a recusar – produtos e alimentos que possam ser prejudiciais à própria saúde.

Além dos perigos da casa, que podem incluir plantas tóxicas e produtos de limpeza, também é importante ter cuidado com os alimentos oferecidos por terceiros, muitas vezes pessoas mal intencionadas interessadas em envenenar o bichinho por pura maldade.

Os sintomas de um possível envenenamento poderão variar de acordo com o porte do animal e também com a quantidade de veneno ingerida. Contudo, de um jeito ou de outro, é possível perceber que algo está errado.

Caso o seu pet esteja salivando muito, vomitando, apresente pupilas dilatas, paralisia, tremores e sede excessiva, corra! A vida dele pode estar em risco e sua agilidade em encontrar um veterinário para socorrê-lo rapidamente poderá ser determinante para o seu bem-estar.

O que fazer?
Enquanto se dirige ao veterinário, evite oferecer água ou qualquer outro tipo de alimento ao animal. Isso porque algumas substâncias, se ingeridas, podem potencializar o efeito do veneno ao invés de retardá-lo.

As intoxicações tópicas, entretanto, podem ser higienizadas com muita água – a alternativa é  boa para ajudar a reduzir o contato do veneno com a pele.

Caso saiba que tipo de veneno atingiu o seu pet– como um remédio ou produto de limpeza –guarde o frasco e leve-o ao veterinário na consulta de emergência. A atitude poderá ser de grande importância para salvar a vida do seu bichinho.

Conteúdo Patrocinado
Loading...
Revisa el siguiente artículo