5 mitos e verdades sobre os cuidados com a pele dos bebês

Por Metro Jornal

Bebês são tudo de bom, mas como todos sabem: exigem muito, mas muito cuidado.  E quando o assunto é a pele, esse cuidado deve ser redobrado, acredite.

E como crendices populares sobre o que pode ou não ser feito não faltam para atrapalhar as mães de primeira viagem, selecionamos aqui o que é mito e o que é verdade para quem deseja cuidar melhor do seu pequenino. Veja a seguir:

Posso usar qualquer sabonete na pele do bebê? MITO.
A pele do bebê é muito delicada e sensível, e pode perder hidratação até cinco vezes mais rápido do que a pele de um adulto. Por isso, o cuidado na limpeza e hidratação é muito importante. Escolher um sabonete apropriado é essencial.

É preciso separar as roupas do bebê na hora de lavar. VERDADE.
Da mesma forma que os sabonetes comuns, os produtos para lavar roupa também contém diversas substâncias que podem causar alergias e irritações na pele do bebê. Por isso, é importante que as roupas sejam separadas e lavadas com produtos específicos para os pequeninos.

As roupas do bebê só devem ser lavadas com sabão de coco. MITO.
As roupinhas devem ler limpar com produtos específicos para o seu cuidado, como, por exemplo, aqueles que são dermatologicamente testados e hipoalergênicos.

Preciso lavar o cabelo do bebê apenas com shampoo ou sabonete infantil? VERDADE.
É importante que a composição dos produtos seja adequada para o cabelo e a pele do couro cabeludo do bebê, promovendo uma limpeza suave e ajudando na manutenção e nutrição da região. Além disso, produtos hipoalergênicos e sem lágrimas ajudam a minimizar alergias e irritações.

Não posso usar amaciante na roupa do bebê. MITO.
Há opções no mercado de amaciantes que foram dermatologicamente testados, além de serem hipoalergênicos e específicos para roupas de bebês.

 

Conteúdo Patrocinado
Loading...
Revisa el siguiente artículo