Fezes de insetos 'tingem' Taj Mahal de verde

Por Ansa

O Taj Mahal, um dos pontos turísticos mais conhecidos da Índia e originalmente branco, está ficando verde e pode se tornar preto no futuro.

As alterações nas cores do monumento foram causadas pela umidade, pela poluição e por fezes de insetos, que corroeram o mármore. Um dos fatores agravantes é o rio Yamuna, localizado ao lado do Taj Mahal e contaminado por descargas industriais.

Por conta disso, a Corte Suprema da Índia escreveu ao governo central sugerindo a contratação de um especialista estrangeiro para ajudar a preservar o mausoléu.

O tribunal também considera que as autoridades do país "parecem não ter a capacidade para intervir, ou se têm, não a usam ou não se importam muito com a situação".

O local, além de ser uma das sete "Maravilhas do Mundo", é considerado "patrimônio da humanidade" pela Unesco. O monumento foi construído em 1632, a pedido do imperador Shah Jahan para homenagear sua esposa, Aryumand Banu Begam, a quem chamava de Mumtaz Mahal ("A joia do palácio").

A estrutura é também considerada uma das maiores provas de amor da história.

Conteúdo Patrocinado
Loading...
Revisa el siguiente artículo