Mulheres são mais suscetíveis a enxaqueca, revela estudo

Por Wellington Botelho

Cientistas da Universidade do Arizona nos Estados Unidos chegaram a resultados que podem explicar por que mulheres são mais suscetíveis a ter enxaqueca do que homens. A pesquisa foi apresentada durante o encontro anual da Sociedade Americana de Bioquímica e Biologia Molecular.

O trabalho analisou a relação entre a doença e a presença da substância NHE1 no corpo humano. A substância é responsável por transportar íons e sódio para dentro das células cerebrais.

De acordo com o estudo, é possível  concluir que mulheres são mais suscetíveis a enxaqueca porque possuem uma variação maior na produção de hormônios que influenciam na quantidade de NHE1.

Ainda são necessárias novas comprovações. O trabalho foi conduzido com ratos de laboratório.

Conteúdo Patrocinado
Loading...
Revisa el siguiente artículo