Sites legais para quem quer adotar um gatinho em São Paulo

Por Eliane Quinalia

Quem tem gatinhos sabe o quanto eles são especiais e mudam a nossa maneira de ver o mundo.

Mais independentes que cães e de uma inteligência única, os felinos são realmente surpreendentes, adoráveis e têm conquistado o carinho das pessoas por aí.

Não à toa, cada vez mais ONGs têm se especializado no resgate de felinos abandonados, que são submetidos a cuidados e recebem lares provisórios até estarem prontos para a adoção.

Tem de tudo! Filhote fofinho, gatinho adulto e bichanos com condições genéticas que exigem cuidado especial – todos em busca de um lar permanente para chamar de seu.

Aqui listamos algumas ONGs de São Paulo conhecidas por seu trabalho de resgate e adoção responsável. Confira o trabalho de cada uma e também alguns dos gatinhos de cada organização!

 

Coelho O Coelho só tenho um pedacinho do rabo, que cicatrizou quebrado e formou uma bolinha de pelos. É lindo, branco e sociável / Divulgação/ Adote um Gatinho

Adote um Gatinho
Criado em janeiro de 2003 por Susan Yamamoto e Juliana Bussab, na época que a internet nem era internet, o site é reconhecido pelo universo gateiro como um dos mais populares nos dias atuais para a busca de um felino. E a galera dá um duro danado, viu? A equipe do Adote um Gatinho encontra pets abandonados, resgata, cuida e ainda consegue lares temporários para os felinos até que encontrem o dono ideal para a adoção. A ONG que hoje atende 400 gatinhos também aceita doações. Se não quiser adotar, "bora ajudar?".

Bonnie Bonnie, fêmea, 4 anos. É portadora de FeLV, então tem que ser filha única ou ter um irmãozinho também FeLV+ / Reprodução/ Catland

Catland
Com 81 mil seguidores no Facebook, a ONG Catland criada pela Perla Poltronieri e Regi Varela, já atendeu mais de 5.000 gatinhos em situação de abandono e conta com 320 colaboradores voluntários em São Paulo. Também é conhecida por seu trabalho de resgate, cuidado e por promover a adoção consciente e responsável de felinos saudáveis e especiais (aqueles que têm alguma condição genética diferente dos demais e exigem mais cuidados, sabe?). Para quem ainda não visitou a página da ONG, corre lá: tem um gatinho mais fofo que o outro à espera de um lar repleto de amor para chamar de seu.

Bambi Bambi. Fêmea, 9 meses. Gatínea sem rabíneo que adora gente mas não gosta muito de felinos / Mariana Stasiak/ SOS Gatinhos

SOS Gatinhos
Realizam doações apenas para tutores na região de São Paulo e do ABC.  Só pode adotar quem morar em apartamento telado ou viver em uma casa também telada e segura. – sem acesso à rua, hein? Por lá existem gatinhos adultos, filhotes e também felinos especiais, que têm alguma condição física que exija mais atenção por parte do tutor. Animado para mudar a vida de um gatinho e também a sua? Então passa lá!

Conteúdo Patrocinado
Loading...
Revisa el siguiente artículo