'Uber tem que fechar': O pedido de justiça de parentes de vítimas de carro autônomo

Por Metro Internacional

A vida de Elaine Herzberg, de 49 anos, se foi de repente depois que um veículo autônomo da Uber a atingir, na cidade de Tempe, no Arizona, nesta semana. Após o incidente, os amigos e parentes dela clamam por justiça, e eles querem medidas drásticas como o fechamento da empresa.

"Isso nunca deveria ter acontecido", disse Carole Kimmerle, amiga de Elaine por mais de dez anos e que já morou com ela. "Acho que isso deve ser um homicídio por negligência e o governo também deve ser responsabilizado".

Segundo argumenta a Uber e a policial, havia um operador humano no banco da frente, mas o carro estava em modo autónomo, o que significava que a tecnologia de radar pode não ter detectado o pedestre ou veículo não parou por outra razão.

Família e amigos indignados com a Uber Deniel Klapthor, um amigo de Elaine disse ao jornal "The Guardian" que e a "Uber deveria ser fechada por isso. Deve haver uma punição maior do que não o que lhes permitir conduzir na rua. Ela não estava de forma alguma insegura, ela foi muito cautelosa com as leis", acrescentou.

Outro amigo da vítima, Jerry Higgins, comentou que os veículos autônomos da Uber estão em toda parte em Tempe. "Eles não têm um motorista no carro que deveria impedir que coisas assim acontecessem? Eu não vejo como algo assim funciona nos programas."

Enquanto isso, Ryan Calo, professor de direito na Universidade de Washington e especialista em auto-controle, previu que a companhia iria tentar resolver qualquer caso de forma rápida e em particular: "Uber resolver isso imediatamente por uma quantia de dinheiro não revelada".

Conteúdo Patrocinado
Loading...
Revisa el siguiente artículo