Nasa trabalha para impedir que asteroide atinja a Terra

Por Metro Jornal

Em daqueles pesadelos dignos de Hollywood, um asteroide gigantesco está vindo em direção ao planeta Terra e pode colidir conosco em 2135. Chamado de Bennu, o objeto tem nove toneladas e cerca de 493 metros de diâmetro, pouco maior que o prédio Empire State, que fica em Nova York, e está a caminho.

Segundo o jornal "The Washington Post", embora as chances do Bennu atingir a Terra sejam de apenas 1 em 2,7 mil, a Nasa está se preparando para prevenir uma tragédia e já lançou a missão OSIRIS-REx (algo como Rei Osíris, em português) para interceptar o objeto.

Apesar do aparente perigo, não devemos nos preocupar. A rocha espacial não é grande o suficiente para oferecer uma ameaça à existência do planeta, de acordo com o cientista chefe da OSIRIS-REx, Dante Lauretta, do Laboratório Lunar e Planetário da Universidade do Arizona.

"Não estamos falando de um asteroide que poderia destruir a Terra. Não estamos nem perto desse tipo de energia para um impacto", afirma Lauretta.

Terra e Lua Terra e Lua vistas a partir da sonda OSIRIS-REx / NASA/Goddard/University of Arizona/Lockheed Martin

Alguns astrônomos estimam que, dependendo de sua composição (metálico, rochoso, ou de gelo), da densidade, do ângulo e da velocidade da queda, um asteroide precisaria ter pelo menos um quilômetro de largura para causar uma catástrofe global.

Para comparar, o asteroide que, acredita-se, extinguiu a Terra a 65 milhões de anos e teria provocado da extinção dos dinossauros tinha, provavelmente, 10 quilômetros de diâmetro.

A missão OSIRIS-REx irá se encontrar com Bennu para mapear e analisar o asteroide a fim de descobrir sua composição, incluindo a distribuição de elementos, minerais e materiais orgânicos. A sonda também vai raspar um pouco do asteroide e trazer como uma amostra para a Terra.

Na mitologia do Egito Antigo, Osíris era um dos mais importantes deuses egípcios, pois era associado à vida além da morte e também à vegetação.

Conteúdo Patrocinado
Loading...
Revisa el siguiente artículo