Cachorro morre após comissária obrigar dona a deixá-lo no compartimento superior da aeronave

Por Metro Internacional

Na última segunda-feira(11), Catalina estava viajando com sua filha Sophia e seu bebê de Houston para Nova York em um vôo da United Airlines. Com elas, também veio seu cachorro de apenas 10 meses de idade, chamado Kokito.

Quando embarcaram, uma comissária de bordo disse à família que deixasse o cachorrinho no compartimento superior, pois estava bloqueando o corredor. Apesar dos esforços da dona para não colocar o cachorro no compartimento e os 200 dólares pagos para poder levar o bulldog francês a bordo, ela acabou seguindo as ordens.

Depois de desistir e colocar seu animal de estimação no compartimento, a dona notou que ele seria trancado, mas ninguém pode fazer nada para ajudá-lo. Foi a última vez que Kokito foi visto vivo.

Ao pousar, Catalina abriu o compartimento, mas notou que o animal não estava se movendo. Kokito morreu durante o voo.

A mulher começou a chorar enquanto uma passageira, chamada Maggie Gremminger, se ofereceu para levar Kokito. Segundo a NBC, todos os presentes ficaram chocados.

Maggie foi responsável por denunciar a atitude da empresa nas redes sociais. A companhia aérea respondeu com uma declaração dizendo que “isso nunca deveria ter acontecido, já que os animais de estimação nunca devem ser colocados no compartimento superior”.

Além disso,  reembolsou o dinheiro da passagem e a taxa extra para levar o animal de estimação a bordo.

"Nós assumimos a plena responsabilidade por esta tragédia e expressamos as mais profundas condolências à família e nos comprometemos a apoiá-las. Estamos investigando minuciosamente o que aconteceu para evitar que isso aconteça novamente", informou a empresa.

Durante 2017 a United Airlines foi a companhia aérea com o maior número de mortes de animais nos Estados Unidos. De acordo com o Departamento de Transportes, houve um total de 18 mortes e 13 animais feridos durante os voos.

Foto Reprodução / Twitter

 

 

Conteúdo Patrocinado
Loading...
Revisa el siguiente artículo