Prejuízo do futebol com pandemia chega a US$ 14 bilhões, projeta Fifa

Por Ansa

A Fifa informou nesta quarta-feira (16) que a pandemia do novo coronavírus (Sars-CoV-2) pode causar um prejuízo de até US$ 14 bilhões no mundo do futebol.

Em uma entrevista coletiva, o finlandês Olli Rehn, que lidera a gestão do assunto dentro da entidade, afirmou que as interrupções no calendário, os estádios vazios e a perda de direitos televisivos são os principais motivos da alta quantia.

Leia mais:
VÍDEO: Homem quebra objetos em sorveteria de Campinas após se recusar a usar máscara
Escola estadual do Capão Redondo é alvo de três assaltos em menos de uma semana
QUER RECEBER A EDIÇÃO DIGITAL DO METRO JORNAL TODAS AS MANHÃS POR E-MAIL? É DE GRAÇA! BASTA SE INSCREVER AQUI.

Ainda de acordo com Rehn, o dinheiro recebido destes setores "cobre toda a economia do futebol" das 211 federações filiadas à Fifa.

O político finlandês também explicou que cerca de 150 federações já foram buscar ajuda da entidade máxima do futebol mundial.

Anteriormente, o presidente da Juventus e da Associação Europeia de Clubes (ECA), Andrea Agnelli, estimou que o futebol do velho continente pode perder até quatro bilhões de euros nos próximos dois anos em decorrência da Covid-19.

A Fifa, por sua vez, disponibilizou US$ 1,4 bilhão para ajudar federações e confederações com os prejuízos causados pela doença.

Loading...
Revisa el siguiente artículo